-publicidade-

-publicidade-

Outriders | Review – Vale a pena jogar?

Apresentando elementos de diversos gêneros, jogo foi lançado no início de abril.

Imagem da demo de Outriders
Divulgação

Classificação:

Outriders | Review - Vale a pena jogar?

Com o lançamento dos consoles da nova geração tendo acontecido no final de 2020, agora aos poucos os novos títulos vão sendo lançado por diversas empresas. E entre eles, o mais recente trata-se do jogo anunciado em 2015 pela People Can Fly intitulado Outriders e que conta com a publicação da Square Enix. Inicialmente previsto para 2020, o jogo acabou sofrendo um adiamento de meses por conta da pandemia, mas agora finalmente está disponível para diversas plataformas, incluindo Xbox Series X | S e Playstation 5. De tal forma, agora chegou o momento de falarmos um pouco sobre suas abordagens, trama, jogabilidade, e muitos outros detalhes.

A trama de Outriders é ambientada em um futuro distante, onde a humanidade tenta colonizar um planeta (Enoch) que eles acreditam ser um novo lar. Acontece que o planeta não os quer lá. A partir de então, uma tempestade de origem desconhecida como “A Anomalia” começa a corromper os soldados, matar tantos outros, destruir tecnologias, e criar uma grande situação de caos no local. Tal cenário, é claro, transforma então os esforços de colonização em uma guerra desgastante pelos últimos recursos restantes disponíveis.

Despertados após uma infecção mortal, os sobreviventes se dividiram em facções distintas, incluindo tribos formadas por combatentes e outros em tecnologia. Você é um Outrider, ressuscitado da criostase 30 anos após a primeira aterrissagem em Enoch e acordando como um Alterado – um ser com acesso a habilidades poderosas e com fator de cura. E agora você terá que usar suas habilidades no campo de batalha cada vez mais feroz, tendo que aniquilar inimigos enquanto enquanto embarca na jornada para descobrir a fonte de um misterioso sinal em um mundo perigoso e indomado.

Jogabilidade e o estilo RPG de tiro de Outriders

Imagem do jogo Outriders
Divulgação

Um dos pontos que merecem ser destacados logo no início da nossa análise sobre Outriders envolve justamente a sua jogabilidade, que por sua vez lembra muito o estilo de Gears of War inicialmente. Algo que, obviamente, não chega a ser uma surpresa justamente pelo fato de que ambos foram desenvolvidos pela People Can Fly. Ou seja, referências a franquia em questão e comparações vão acabar se tornando normais entre os muitos comentários envolvendo o jogo e seus principais comandos. Ainda assim, como sempre, várias exceções também existem.

Por sua vez, outro ponto que chama extremamente atenção desde o início envolvendo Outriders são as suas inspirações no gênero de RPG. Embora tenha o seu próprio universo, abordagens únicas e sua história extremamente estabelecida desde os seus primeiros momentos, a produção conta com uma estrutura já conhecida por aqueles que jogaram ao longo dos anos títulos como The Witcher 3, Horizon Zero Dawn, Skyrim. Ou seja, a adaptação é simples e extremamente eficiente da forma mais positiva possível.

Por sua vez, voltando ao sistema de combate, o título em questão conquista um grande destaque nesse aspecto ao conseguir prender a atenção dos seus jogadores através das diversas funções apresentadas. Mesmo que a troca de tiros seja extremamente intensa, um detalhe importante nesta abordagem envolve as funções e “magias” que os personagens tem acesso para a execução nas batalhas.

E claro, isso não apenas quebra a mesmice do jogo, como em muitos momentos também se mostra eficiente para recuperações e novos ataques. Uma coisa é certa: se você quiser seguir em frente com a sua missão ao longo do jogo você deve ser agressivo independente de qualquer uma das 4 classes escolhidas.

Os gráficos de Outriders

Embora não apresente um estilo de gráfico revolucionário, o jogo Outriders sabe muito bem o caminho a seguir e das fontes que quer beber neste ponto do seu desenvolvimento. E sim, é justamente em cima dos estilos que já foram apresentados anteriormente pela franquia Gears of War. Além disso, o jogo também tem o poder de nos apresentar mais detalhes por conta do poder gráfico da nova geração, seja no Playstation 5 ou Xbox Series X.

Por conta desta evolução envolvendo a nova geração de console, a experiência ao longo de todo o título acaba sendo ainda mais satisfatória. Realmente não encontrei grandes falhas neste ponto do jogo, sendo válido também que ele sabe explorar muito bem detalhes do mapa, personagens, ou características únicas da sua ambientação. É realmente um bom título para ser aproveitado nesta nova geração de consoles e mostrar um pouco mais do que as suas potências podem apresentar aos jogadores.

O desenvolvimento da trama de Outriders

Imagem do gameplay de outriders
Divulgação

Embora tenha uma história única e ambientação como um dos pontos centrais da sua trama, o jogo Outriders também acaba se tornando previsível em alguns momentos ao longo da sua evolução. O motivo é simples: trata-se de um jogo de invasão em outro planeta e de grande exploração, algo que já vimos em muitas produções de filmes, séries e até mesmo jogos.

Contudo, essa abordagem acaba combinando com o seu estilo de forma positiva ao ponto de contar também com personagens bizarros, animais extremamente estranhos, ou até mesmo tantas outras figuras estranhas e excêntricas em certas situações.

Momentos dramáticos também acabam surgindo ao longo de toda a evolução do jogo, mas não chegam a ser algo extremamente relevante e de impacto para o projeto. Não prejudicam, mas também não é algo que chega a ser incrível.

Vale a Pena Jogar Outriders?

Se você gosta do estilo de tiros, então certamente Outriders é o tipo de jogo que você ficará preso e gastará algumas horas do seu dia. E claro, consequentemente, então gostará de acompanhar toda a história que está sendo desenvolvida através das suas muitas horas de jogo que certamente estarão lhe esperando. E acredite, você perderá a noção do tempo em alguns momentos por conta destas batalhas que vão tendo as suas dificuldades aumentadas de acordo com a sua evolução.

Outro ponto que não citamos até o momento, mas que também pode criar um interesse ainda maior pela história é o modo multiplayer, já que de tal forma 3 jogadores podem se unir utilizando até mesmo classes diferentes dos personagens para executar as missões. Algo que certamente fica ainda mais interessante, já que cada uma delas possuem poderes completamente diferentes.

Ao final, é fácil afirmar que Outriders é o tipo de título que realmente conquista aqueles que gostam do gênero em que foi desenvolvido. Trata-se, no geral, de uma mistura de elementos realizada de forma correta embora falhas ainda existam em seu lançamento recente e estejam sendo aos poucos reparadas com atualizações.

*Texto escrito a partir da experiência no Playstation 5, com o código fornecido pela Square Enix, assim como também com o Xbox Series X através do jogo disponível no Game Pass Ultimate.

Confira também: Alex Kidd In Miracle World DX ganha novo trailer

Não deixe de acompanha todas as notícias sobre filmes, séries e games do Jornada Geek. Aproveite também para curtir a nossa página no facebook, além de nos seguir no twitterinstagram e também no Google News.
Outriders | Review - Vale a pena jogar?
Marco Victor
Fundador do Jornada Geek, formado em Jornalismo pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (atualmente conhecido como UniAcademia), mas também um grande amante de filmes e antigo frequentador de locadoras. Outras paixões também existentes estão em Séries de TV, HQs, Games e Música. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC apesar de ter no Batman e As Tartarugas Ninja como os seus heróis favoritos.
- publicidade -

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jornada Geek + Lolja

Últimas Notícias