-publicidade-

>observer_ | O futuro decadente

Terror psicológico e investigação nos trazem um excelente game!

A Bloober Team juntamente com a Aspyr lançaram no dia 15 de agosto de 2017, o game >observer_, uma narrativa de terror cyberpunk e investigativa, dos mesmo criadores de Layers of Fear. O game chegou para PlayStation 4, Xbox One, PC, Linux e Mac.

Utilizando da estética cyberpunk, >observer_, segue um caminho de investigação e terror psicológico. Uma mistura empolgante para fãs do gênero e que tem tudo para ser um bom jogo. Contudo, os acontecimentos na história são um fator importantíssimos na experiência de quem joga, assim, evitarei ao máximo os spoilers. Você está pronto para o futuro? Prepare-se, pois é hora de mais uma crítica aqui do Jornada Geek!

Terror imersivo

Em um jogo com atmosfera cyberpunk, temos o futuro como ambientação. Muitas luzes fortes e tecnologias avançadas, porém, em >observer_, viajamos por outra visão. Na pele de Daniel Lazarski, um detetive neural, que após uma chamada de socorro de seu suposto filho, vai para um conjunto habitacional decadente, em busca do sinal. Mostrando assim, o futuro de uma baixa sociedade, sem nenhum glamour.

Corredores fechados e o ambiente sujo e destruído ajudam na imersão e, consequentemente, no terror psicológico. Tudo fica mais tenso com caminhos confusos e claustrofóbicos, um verdadeiro pesadelo para uns, mas um sonho para fãs do gênero. A sonorização do ambiente só deixa as coisas mais amedrontadoras. Ouvimos batidas metálicas, músicas de suspense, barulhos irreconhecíveis, tudo funciona perfeitamente para a angustiante imersão.

Observer
Foto: Divulgação

Muita exploração

- publicidade-

>observer_ tem aquela pegada de grande parte dos jogos de terror atuais, com sustos e a inexistência de combate. Não é algo para se criticar, funciona muito bem no terror psicológico, como vimos em Layers of Fear. A exploração é um dos grande pontos do jogo, procurar por pistas e prosseguir na história, e uma mecânica de armas não seria a melhor escolha.

Algo simples que se deve lembrar, é a movimentação do personagem, que é um pouco travada, mas isso acontece em decorrência do maior foco na exploração. A maior lentidão se encaixa melhor na forma do jogo, quem espera uma jogabilidade mais fluída, algo que vemos em Outlast, por exemplo, não encontra aqui.

Observer
Foto: Divulgação

O maior medo

- publicidade -

Em grande parte do jogo, interrogamos e conversamos com pessoas. Drogados, pais de família, lunáticos, todos diferentes, e com problemas próprios. Essas pessoas refletem o pior medo possível para alguém, os seus próprios medos. Os terrores de uma pessoa, as angústias e dores, são os carrascos da mesma. Algo que vimos na clássica franquia Silent Hill, e que é bem explorado aqui em >observer_.

Nessa pegada ficamos presos na história. Tudo é muito envolvente e segura o jogador até o fim. Infelizmente, é aonde achamos algo que pode ser um problema para alguns, sua curta duração. O jogo acaba rápido, é um fato, mas foi algo que particularmente não me incomodou. Tendo assim seu desfecho, mais tempo talvez tornaria as coisas maçantes.

Observer
Foto: Divulgação

Investigação minuciosa

Há mecânicas de exploração diferentes, com uma visão que analisa equipamentos digitais, uma que analisa substâncias biológicas e por fim uma visão noturna. Isso traz mais dinâmica na exploração, deixando-o menos monótono. É como se fosse um mini-game. Além disso temos a possibilidade de olhar e-mails e textos de computadores, descobrindo o que aconteceu lá ou acrescentando ao lore do game.

Como falado antes, interrogar pessoas é algo tão necessário quanto a exploração. Com a conversa, podemos descobrir coisas que precisamos e progredir mais facilmente no desenrolar da história. Mas não espere uma resposta tão clara de qualquer um, ninguém confia em ninguém, principalmente em você.

Observer
Foto: Divulgação

Veredito

- publicidade -

>observer_ tem uma narrativa de exploração excelente, com uma ambientação imersiva e aterrorizante, e com sons arrepiantes, confirma seu ótimo terror psicológico. Apesar de não ser foco, seus gráficos são lindos, ajudando na atmosfera angustiante dos corredores apertados. O foco no terror pessoal se distância de jogos simplórios denominados de terror. Sendo um problema pra alguns somente sua curta duração, é um ótimo jogo.

Nota ótimo

>observer_ está disponível apenas em formato digital, com preço variando de acordo com a plataforma. Na PlayStation Store, o jogo é encontrado por R$ 91,90, na Microsoft Store por R$ 59,00 e as versões de computador são encontradas por R$ 55,99, tanto na Steam, quanto na GOG.com. No Metacritic, o título teve média de 78 pontos na versão avaliada.

*Review elaborado usando a versão de PC do jogo. Cópia fornecida pela desenvolvedora.

-publicidade-

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

541,176FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
22SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,443SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: >observer_ | O futuro decadente

Últimas Postagens