-publicidade-

-publicidade-

My Hero One’s Justice | Agradando fãs e iniciantes na franquia

O título presta uma boa homenagem ao anime original

Baseado na popular franquia de anime My Hero Academia, da Shonen Jump, My Hero One’s Justice  é um jogo de luta em 3D, lançado pela BANDAI NAMCO Entertainment America no dia 26 de outubro deste ano.

A série original conta a história do jovem Izuku Midoriya, que sonha em se tornar o maior herói de todos os tempos, em um mundo onde 80% da população mundial desenvolveu poderes especiais chamados de “individualidades”, que podem ser usadas tanto para o bem quanto para o mal. Fiel às lutas que acontecem no material de origem, o jogo conta com uma seleção de 20 personagens (com mais três disponíveis via DLC), cada um com um estilo de luta próprio ligado à sua individualidade.

Para fãs e iniciantes

A criatividade da série original se transporta para o videogame, permitindo que os jogadores experimentem os poderes únicos de cada personagem e selecionem aqueles com que mais identificam sua maneira de operar. O personagem Iida, por exemplo, possui jatos em suas pernas que lhe dão super-velocidade. Isso resulta em golpes rápidos e grande facilidade de cobrir distâncias na arena. Por outro lado, o vilão Dabi foca suas habilidades de produção de chamas em projéteis e armadilhas incandescentes, o que estimula um gameplay de administrar a distância e impedir que o oponente chegue perto. Há também personagens que funcionam de maneiras criativas pouco vistas em jogos de luta, como Tokoyami, que pode liberar um monstro de sua sombra, que é controlado separadamente; e Aizawa, que tem a capacidade de desativar a individualidade do inimigo temporariamente.

Assim, cria-se uma gama complexa de estratégias em meio aos combates. Qual personagem reage melhor à individualidade de outro? Quais se complementam lutando juntos? Isso estimula que o jogador domine cada um, aumentando a vida útil do jogo. Como forma de alimentar mais a experiência pessoal do jogador, os lutadores podem ter sua aparência customizada com centenas de equipamentos e adereços, desbloqueados conforme o avanço nas batalhas offline e online.

My Hero One’s Justice
Deku marca presença em My Hero One’s Justice (Foto: Divulgação)

A vida offline

Atualmente, um dos maiores desafios em se criar um jogo de luta é conseguir que exista um modo offline satisfatório. No caso de My Hero One’s Justice, há uma variedade decente de atividades a serem desempenhadas.

O modo história conta uma parcela dos eventos ocorridos no mangá. O estilo de animação ajuda as cenas a serem mais naturais, sendo organizadas como uma página de revista em quadrinhos. A modalidade permite que o jogador use diferentes personagens, escolhendo entre os envolvidos em uma cena em particular. A experiência não é longa e quem está conhecendo a franquia pela primeira vez pode ficar perdido, já que o jogo se inicia em um ponto da história original em que os personagens principais já foram introduzidos. Uma segunda modalidade é desbloqueada após o término da primeira, mostrando os eventos novamente, pelo ponto de vista dos vilões. Novamente, uma adição interessante, que só será aproveitada totalmente por quem já é fã da série.

My Hero One’s Justice
O modo história tenta recapturar o traço característico da série (Foto: Divulgação)

O modo missão funciona de forma a impor uma série de desafios ao jogador, que escolhe um time de personagens e enfrenta diversos oponentes sem ter direito a recuperar sua vida, mas podendo utilizar itens especiais adquiridos nas lutas para suavizar a dificuldade.

Por fim, o modo arcade é o clássico confronto com o CPU, popular nos jogos de luta. O jogador enfrenta oito adversários, conforme a história específica do personagem escolhido.

My Hero One’s Justice
Explosões características do anime marcam presença no game (Foto: Divulgação)

Jogabilidade dinâmica

As batalhas em My Hero One’s Justice são travadas em combates de três contra três. Cada jogador escolhe um personagem principal e mais dois assistentes, que podem ser chamados para atacar o inimigo e ajudar a estender combos ou interromper os do oponente. Eles só podem aparecer uma vez antes de terem de esperar alguns segundos para atacar de novo, então é importante esperar o momento certo para utilizar a ajuda, seja de maneira ofensiva ou defensiva. Cada personagem tem um ataque de assistência próprio, então é imperativo que se conheça todos para aproveitar ao máximo a sinergia que a habilidade de um lutador tem com o outro, além de entender o risco que o time inimigo apresenta. Isso complementa a diversidade e criatividade que o jogo proporciona, como elucidado nos parágrafos anteriores.

Os combates acontecem em uma arena tridimensional, onde o movimento é livre em todas as direções. Existem botões destinados a atacar, que podem ser repetidos para um combo, pulo, dash e defesa. Cada personagem possui dois golpes especiais, bem como super golpes que gastam um medidor de energia e podem ser usados em meio aos combos.

My Hero One’s Justice
Diferentes classes de ataque garantem um elemento estratégico nas batalhas (Foto: Divulgação)

O detalhe que torna a jogabilidade única é a existência de diferentes “classes” de ataque. Golpes que possuem armadura, e não podem ser interrompidos por normais são sinalizados com uma luz amarela que cobre o personagem. Também existem técnicas indefensáveis, que podem ser identificadas por uma luz vermelha. Além de serem efetivos contra a defesa, podem atravessar a armadura dos golpes amarelos. Porém, não são rápidos e podem ser interrompidos por ataques normais.

Assim, efetivamente cria-se um “triângulo de vantagens/desvantagens”. Golpes amarelos vencem os normais, que vencem os vermelhos, que vencem os amarelos. Saber utilizar cada um e prever o uso do oponente é uma das chaves para a vitória. E adiciona mais um elemento estratégico à luta.

My Hero One’s Justice
Golpes combinados são uma das atrações de My Hero One’s Justice (Foto: Divulgação)

Veredito

My Hero One’s Justice faz um papel bem satisfatório em prestar homenagem a sua série de origem. Além disso, possui um elenco interessantíssimo de personagens e um bom sistema de jogo, que adiciona uma complexidade inesperada a um título com controles simples. Fãs da série irão se divertir com toda a certeza e entusiastas de jogos de luta em geral podem se surpreender com quão envolvente a jogabilidade pode se tornar.

Nota ótimo

My Hero One’s Justice está disponível para PlayStation 4Xbox OnePC, via Steam, e Nintendo Switch, com legendas em português. No Metacritic, o game teve média de 68 pontos na versão avaliada.

*Review elaborado usando a versão de PS4 do jogo. Cópia fornecida pela desenvolvedora.

- publicidade -

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jornada Geek + Lolja

Últimas Notícias