A cada dia que passa, o público anda mais exigente com os jogos, sobretudo os baseados em esportes reais. Sendo simulação ou não, o que importa, de fato, é a diversão. Todavia, seria um erro ignorar essa forma de observar as produções, sobretudo por esta ser uma maneira talvez “genérica” dos jogadores dividirem suas opiniões.

Em Madden NFL 20, da Electronic Arts, a coisa não seria diferente, e certamente a discussão é posta em prática. O novo jogo lançado para Xbox OnePlayStation 4 e PC, via Origin, faz parte da franquia que existe desde 1988 e vem se superando a cada ano que passa. Nesta crítica, serão avaliados diversos aspectos importantes como jogabilidade, gráficos e até mesmo imersão. Se você quer saber mais sobre esses aspectos, se liga em mais uma análise do Jornada Geek!

Brasil e futebol americano?

Bem, como sabemos, no Brasil, o jogo e o esporte ainda estão longe de alcançar o sucesso observado no soccer. Mas a cada ano o público cresce, o que é muito bom. Mas ainda não cresceu o suficiente para que a EA desse atenção a um menu traduzido para o português, o que é uma pena. Mas isso nem atrapalha a jogabilidade, claro.

Aliás, este ponto do jogo é muito democrático, sendo dividido em Simulação, Arcade e Competitivo. O primeiro leva em consideração os ratings dos jogadores e equipes, além de trazer uma maior realidade para o jogo no quesito de faltas e outros detalhes de campo. O segundo, por sua vez, reduz um pouco a “realidade” do jogo, o tornando mais fluído. Ou seja, espere muitos pontos neste modo, mais descidas e jogadores lutando de igual pra igual. O último, foca no modo de competições, que é usado online. Pode-se dizer que é um nível abaixo do Simulação, embora requira dos jogadores um maior controle de suas ações.

Analisando (e jogando) esses três modos, é possível perceber em qual você se adequará melhor, indo da diversão à simulação, de fato. Então se você não sabe muito, poderá jogar e aprender sobre o futebol americano de forma tranquila no modo Arcade. E é claro, o jogo conta com suas divisões de dificuldade, que balanceiam ainda mais a jogatina. Eu mesmo sou um que viciou sem ser um grande conhecedor de táticas e tudo mais. Aliás, até nisso o jogo auxilia com seus Coaches, que oferecem diversas opções em um menu bem fácil de lidar.

Madden NFL 20
A fluidez dos movimentos é muito real. (Foto: Divulgação)

Realidade física

Aqui serão abordados aspectos importantíssimos do jogo. A realidade física é extremamente necessária em um jogo de futebol americano. Mas não é tarefa fácil criar essa realidade, sobretudo pelo número de jogadores e a quantidade infinita de impactos causados durante os ataques e defesas. Mas, por incrível que pareça, observei poucos glitches nesse quesito. É normal acontecer do jogador cair estranho e “bugar”, mas sinceramente, querer tudo perfeito é esperar demais de qualquer motor gráfico.

A física da bola e os impactos dos jogadores são surpreendentes. É possível você analisar no replay a bola viajar rodopiando trêmula em um lançamento mal feito e também sentir a vibração no Dual Shock de um impacto forte entre jogadores. Nesse aspecto, o jogo busca uma fidelidade interessante, mas vale lembrar: é um jogo e, ainda que muito bom, tem suas limitações.

Madden NFL 20
Ficar em pé não é tarefa fácil. (Foto: Divulgação)

Gráficos e imersão

Nesse ponto, parece que a EA mesclou um pouco. A imersão dos estádios, o cuidado com as faces e corpos, e os detalhes mais minuciosos da NFL são colocados em perfeita sintonia. Ao entrar em uma partida, você não só jogará, mas estará em uma transmissão tal como nos canais de esporte. É simplesmente incrível. Aliás, a narração desse jogo, mesmo que em inglês, é uma coisa surreal. A sincronia com cada acontecimento é incrível. Pra se ter uma ideia, os narradores explicam de regras básicas da NFL até a detalhes do que ocorreu em cada jogada. Pra mim, o serviço da EA com o Madden NFL 20 é infinitamente superior ao de FIFA.

Os gráficos podem não ser a coisa mais perfeita do mundo, mas trazem uma fidelidade nas faces e nos detalhes de cada jogador, que são maravilhosos aos olhos dos fãs do esporte. As cenas, comemorações, diálogos entre jogos, discussões, tudo isso é levado em consideração. Portanto, para efeitos de comparação, os gráficos são semelhantes aos da série FIFA, que também servem muito bem ao que se propõe.

Madden NFL 20
Calcule e pense bem antes de lançar uma bola. (Foto: Divulgação)

Modos de jogo

Nesse ponto, Madden NFL 20 segue a fórmula dos outros jogos, inclusive oferecendo um modo Ultimate Team, mais conhecido no Brasil por estar presente no FIFA. Porém, é uma pena que aqui na América do Sul existam poucos jogadores, pois os desafios e formas de montar o time são diferenciais muito positivos, não sendo tão impossível ter grandes nomes em seu squad.

Além disso, existe o modo Franchise, que nada mais é que o modo de administração de uma determinada equipe ao longo das temporadas e pré-temporadas. Aqui não há nada de muito brilhante, seguindo o que foi observado nos anos anteriores. Há também o modo Face of the Franchise, em que você encarna um único jogador, traçando o seu caminho rumo ao Super Bowl. No geral, não há nada de incrivelmente diferente nesses pontos, a não ser jogar o bom e velho FA.

Madden NFL 20
A diferença de jogabilidade com cada jogador é muito marcante. (Foto: Divulgação)

Veredito

Mesmo não sendo um esporte ainda tão famoso no Brasil, o futebol americano é cativante. Uma espécie de jogo de xadrez com força bruta. E Madden NFL 20 consegue transportar isso perfeitamente para os jogadores, sendo a experiência bem próxima do que é visto na vida real. A imersão das partidas, a variedade de técnicas e movimentos, as características ressaltadas nos principais jogadores a partir da mecânica X-Factor, que confere a eles habilidades únicas, são pontos essenciais para isso.

No mais, o jogo aprimora alguns aspectos dos anteriores, mas nada muito brusco. Isso pode ser considerado ruim por uns, e eu entendo bem isso. Mas parte do esforço da EA também precisa ser ressaltado. Porém, a média observada no Metacritic não é tão alta, batendo os 76 pontos na versão de PlayStation 4. Confesso achar que o jogo merece mais do que isso, embora a desenvolvedora pudesse criar mais novidades de uma versão para a outra (algo que serve claramente para a franquia FIFA). Mas, no geral, o jogo está excelente e merece facilmente a atenção tanto dos fãs, quanto dos curiosos (e olha que eu me encontro no meio termo disso).

Madden NFL 20 | Viva o futebol americano

*Cópia física gentilmente cedida pela Warner Games Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here