-publicidade-

L.A. NOIRE | De volta aos anos 40

Para veteranos, a versão remasterizada oferece poucas razões para jogar novamente. Mas, para quem ainda não experimentou, temos um ótimo jogo, com muito conteúdo e horas de diversão

No dia 14 de novembro de 2017, a Rockstar Games lançou L.A. Noire para a nova geração de consoles. Com melhorias gráficas no PlayStation 4 e no Xbox One, e controles adaptativos para Nintendo Switch, o jogo foi relançado quase sete anos após sua versão original, que saiu para PlayStation 3, Xbox 360 e PC, via Steam. À época, um sucesso estrondoso: a média de notas no Metacritic chegou a 89, tanto no PS3, quanto no Xbox 360. Na Steam, são 86% de avaliações positivas, em mais de 10.000 já feitas pelos jogadores.

Mas será que a Rockstar acertou em trazer de volta um jogo que já caminha para o seu sétimo aniversário? Pegue seus apetrechos, detetive! A review do Jornada Geek começa agora!

O que é L.A. Noire?

Se a grande maioria da comunidade gamer está acostumada à cometer crimes em jogos da Rockstar, como Grand Theft Auto, Red Dead Redeption e Max Paine, em L.A. Noire você se vê do outro lado da moeda. Como o veterano condecorado e detetive recém-estabelecido Cole Phelps, seu objetivo é investigar e desvendar crimes que aconteceram de verdade nos Estados Unidos na década de 1940. Com uma pegada diferente, mais voltada para o drama e com menos ação do que em outros títulos da produtora, pode-se até estranhar, mas, sim, os elementos de sucesso estão lá.

Tanto que, com diversos recursos “emprestados” das telonas, L.A. Noire foi um dos jogos com as melhores avaliações em 2011. Muito por conta da MotionScan, uma tecnologia implantada pela Rockstar para captura de expressões faciais dos atores que deram vida ao jogo. Vou explicar melhor abaixo.

L.A. Noire é uma referência direta aos filmes noir, um subgênero de filmes policiais, que teve seu auge na década de 1940, nos Estados Unidos. Esses filmes foram filmados em preto-e-branco em alto contraste e isso deu nome ao título. L.A. de Los Angeles, a “capital” do entretenimento nos EUA, onde se passa a história do game, e Noire, de noir, que significa preto, em francês.

- publicidade-

L.A. Noire - PS4
A ambientação de L.A. Noire se destaca (Foto: Divulgação)

E que diabos isso tudo tem a ver com o jogo? É aí, caro leitor, que entrou a genialidade da Rockstar. A maioria destes filmes são dramas, com visuais obscuros, sob influência do expressionismo alemão. E quase todas essas histórias envolvem detetives solucionando crimes envolvendo histórias de amor. Poético! E qual a melhor forma de desvendar esses crimes? Investigando e “lendo” expressões faciais. E aí voltamos à MotionScan.

Graças à essa belezura, nós podemos identificar quem é culpado ou inocente pela forma como esse NPC vai reagir quando for abordado durante o jogo. E L.A. Noire consegue trazer uma história bem elaborada, missões secundárias envolventes, flashbacks e até mesmo conexões entre casos. Como se fosse um filme…

- publicidade -

L.A. Noire - PS4
Eu sei o que você fez, dona… (Foto: Divulgação)

Melhores texturas, 4K, e o que mais?

L.A. Noire foi um lançado em 2011, para a geração passada de consoles. E isso fica bem claro logo nos primeiros momentos da jogatina. Por mais que a Rockstar tenha feito um upgrade nos gráficos, com leves melhorias em textura, na iluminação dos cenários e na resolução, não há motivos que façam alguém querer re-jogar o título somente pela parte gráfica.

Para o público brasileiro foi uma grande decepção a ausência de legendas em nosso idioma. Afinal, L.A. Noire é um jogo denso, com enredo longo e cheio de referências técnicas. O sentimento que ficamos é que, mesmo que o L.A. Noire original não tenha sido localizado pra cá, essa poderia ter sido uma grande oportunidade para novos e antigos jogadores terem uma experiência diferente na remasterização. Uma bola fora da produtora. Além disso, é visível que se trata de um jogo “antigo” por dois motivos: as movimentações são um pouco travadas e o mundo aberto, apesar de grande, é vazio e tem pouca atividade.

L.A. Noire - PS4
Mesmo com texturas melhoras, os gráficos não se destacam (Foto: Divulgação)

O lado policial da Rockstar

Porém, caro leitor, nem tudo está perdido por conta disso. Como já disse, L.A. Noire nos coloca do outro lado da moeda: somos um oficial da lei, e precisamos agir como tal. Não vá sair por aí destruindo a cidade, atropelando civis e roubando carros… Aliás, você até pode usar o seu distintivo e pegar um carro emprestado, igual vemos nos filmes. Só não esqueça de devolver.

Mas o seu objetivo é ser bonzinho? Nem sempre! Afinal, o jogo nos dá três formas de abordar testemunhas: como “policial bom”, “policial mau” ou “acusar”. E isso significa exatamente o que você entendeu. Podemos ser aquele camarada, que tenta arrancar informações na boa. Ou podemos ser aquele babaca que sai pressionando o suspeito. E, por fim, acusar um dos suspeitos, de acordo com as provas que encontramos na cena do crime.

- publicidade -

L.A. Noire - PS4
Me fala aí o que você sabe e eu vejo se vou ser legal contigo (Foto: Divulgação)

Com câmera em terceira pessoa, o jogo até lembra GTA IV, um título da mesma época. Os gráficos, as expressões faciais e a jogabilidade são bem parecidos. Mas o destaque fica por conta de andar de carro por Los Angeles, seguir e trocar tiros com suspeitos, explorar a cidade em busca de colecionáveis e descobrir pistas e novas missões.

Veredito

L.A. Noire é um dos grandes jogos da geração passada e já teve o seu merecido sucesso e reconhecimento. Por isso, para veteranos, a versão remasterizada oferece poucas razões para jogar novamente. Mas, para quem ainda não experimentou, temos aqui um ótimo jogo, com muito conteúdo e horas de diversão.

Nota ótimo

No entanto, ressalto que o valor cobrado de quase R$ 200 para PlayStation 4 e Xbox One é muito acima da real experiência que o jogo proporcionará. Falamos de um jogo com quase sete anos, que teve pequenas melhorias gráficas. E, se compararmos com a versão de PC, que traz recursos visuais similares e é encontrada por R$ 44,99 sem nenhuma promoção, a diferença é ainda mais gritante.

*Review elaborado usando a versão de PS4 do jogo. Cópia fornecida pela desenvolvedora.

-publicidade-

Notícias relacionadas

L.A. NOIRE | De volta aos anos 40
Lucas Soares
Jornalista e fã de videogames desde criança. Já teve Mega Drive, Game Boy Color, PS1, PS2, PS3, PS Vita, Nintendo 3DS e agora tem PS4, PSVR e PC Gamer. Para ele, o melhor jogo da história é Chrono Trigger, mas Metal Gear Solid 3, Final Fantasy X, Red Dead Redemption 2 e The Last of Us completam o Top-5.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

545,305FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
21SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,478SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: L.A. NOIRE | De volta aos anos 40

Últimas Postagens

Shotgun Wedding | Jennifer Lopez e Armie Hammer vão estrelar no filme

Começando a ser alvo de novidades, o filme Shotgun Wedding é destaque na mídia. E assim, agora as novas informações envolvem a formação do seu elenco. Segundo...

Why Women Kill | Allison Tolman e Nick Frost entram no elenco da 2ª temporada

Voltando a ganhar novidades aos poucos, a série Why Women Kill é alvo de novidades. E assim, agora as novas informações envolvem a formação do...

Power Rangers | Bryan Edward irá escrever o roteiro do novo filme

Com o seu desenvolvimento já noticiado anteriormente, o novo reboot cinematográfico da franquia Power Rangers voltou a ganhar novidades. E entre elas, a mais recente...

Platonic | Série é encomendada por Apple TV+

Começando a ganhar novidades, a série Platonic é alvo de destaque na mídia. E asssim, agora as novidades envolvem sua encomenda e elenco. Segundo informações do...

Born to Be Murdered | Netflix adquire o filme estrelado por John David Washington

Apostando em seu catálogo, a Netflix segue em destaque na mídia. E assim, agora as novidades envolvem a sua nova aquisição: o filme Born to Be...

Cyberpunk 2077 é adiado para 10 de dezembro

Inicialmente previsto para ter sido lançado no primeiro semestre de 2020, o jogo Cyberpunk 2077 voltou a ganhar novidades. E assim, agora a CD Projekt...

American Gods 3ª temporada ganha data de estreia nos EUA

Mais de um ano e meio após a confirmação do seu desenvolvimento, a 3ª temporada da série American Gods segue ganhando novidades. E entre elas,...

Stargirl | Nick Tarabay e Jonathan Cake entram para elenco como Eclipso e Penumbra

Após ter sido renovada para sua 2ª temporada, a série Stargirl volta a ser destaque na mídia. E assim, agora as novas informações envolvem o seu...