-publicidade-

Hitman HD Enhanced Collection | Contrato ingrato

Os dois games remasterizados estão separados por seis anos

Sem nunca ter jogado qualquer jogo da série Hitman antes – mas com muita curiosidade na franquia de espionagem da IO Interactive e com um reboot muito elogiado – o lançamento de Hitman HD Enhanced Collection parecia a porta de entrada ideal para me aventurar nas missões do Agente 47.

Depois de passar várias horas explorando disfarces e tentando encontrar as melhores formas de assassinar inimigos, será que o meu primeiro contato com Hitman valeu a pena? Eu te conto agora, em mais uma crítica do Jornada Geek!

Coleção… incompleta!

O que se espera quando se compra um pacote com a palavra “coleção” estampada na caixa? No mínimo, uma compilação com todos os principais jogos de uma série. E o primeiro erro de Hitman HD Enhanced Collection é trazer apenas 2/5 dos jogos Hitman, 40% para se ter uma ideia melhor. Hitman: Blood Money e Hitman: Absolution receberam atualizações gráficas, alcançando uma resolução de até 4K e rodando a 60 quadros por segundo, e melhorias na programação dos efeitos de luz, sombras, entre outros.

Originalmente, Blood Money foi lançando em 2006, durante a entressafra de gerações de consoles, para Playstation 2, Xbox, Xbox 360, e Windows. O jogo conseguiu análises favoráveis, com média de 82% do total de pontos pela crítica especializada, segundo o site GameRankings. Muitos fãs dizem, ainda hoje, que é um dos melhores de toda a franquia.

Hitman: Blood Money
A versão original de Hitman: Blood Money, sucesso em 2006. (Foto: Divulgação)

Hitman: Absolution chegaria em 2012 para Windows, PlayStation 3, Xbox 360, e até mesmo para OS X, dois anos mais tarde. Também teve avaliações geralmente positivas e foi o último jogo Hitman – da série principal – antes da reinicialização, em 2016.

Então, quais jogos ficaram de fora dessa coletânea? O primeiro, Hitman: Codename 47 (2000), além de suas continuações diretas, Hitman 2: Silent Assassin (2002) e de Hitman: Contracts (2004), e os dois spin-offs: Hitman Go (2014) e Hitman: Sniper (2015).

Hitman: Absolution
Absolution, de 2012, já traz todo o poder gra´fico da geração passada (Foto: Divulgação)

Blood Money

- publicidade-

Apesar da carinhosa nostalgia dos fãs com o Agente 47, o game não envelheceu bem e nem teve o tratamento que merecia. A escolha de manter os controles mapeados como no original é questionável e deve agradar apenas aos saudosistas, pois limita as opções de personalização, e os comandos tampouco respondem bem: chegar até uma janela durante uma fuga e ver o personagem inerte é uma frustração com a qual os padrões de hoje não nos deixaram acostumados.

A movimentação, que já pareceria errática se fosse comparada com um jogo atual, é estranha de se ver por causa do jeito durão das animações e da câmera rígida, que  não estão de acordo nem quando comparadas com outros games da mesma época (e até mesmo de anos anteriores). Se o comparássemos contra Prince of Persia: The Sands of Time (2003), seria uma goleada do jogo da Ubisoft, ainda que três anos mais velho.

Hitman: Blood Money
Mesmo com melhorias gráficas, Hitman: Blood Money não envelheceu bem (Foto: Divulgação)

A atualização gráfica não é um problema técnico. Contudo, quanto mais quadros por segundo e mais pixels, mais expostos ficam os visuais datados e deixam tudo estranhamente quadradão em alta resolução.

- publicidade -

Caso o jogador consiga deixar todas essas questões de lado, ou esteja bêbado pela nostalgia, há diversão a ser encontrada em Hitman: Blood Money. Os cenários, muito bem construídos, instigam a busca pela melhor solução para assassinar um alvo, enquanto a história apenas satisfaz. Não é a toa que o jogo foi muito elogiado por sua estrutura de missões e pela arquitetura de suas fases.

Hitman: Blood Money
Palhaços e assassinos. Quem nunca pensou nessa combinação, não é mesmo? (Foto: Divulgação)

Absolution

Controverso quando foi lançado por reimaginar as convenções da franquia, Hitman: Absolution envelheceu bem e tem na narrativa o seu fio condutor. Inúmeras cenas e melhor ritmo fazem com que Absolution seja bem acessível, provavelmente por ser mais moderno. Mas é fácil perceber que este é um Hitman para um nicho de jogadores e não para os mais puristas. É impossível jogar sem se lembrar de Splinter Cell. A jogabilidade não sofre (tanto) com os efeitos do tempo, tendo uma melhor disposição de botões e os comandos são responsivos. Os visuais são mais palatáveis em Absolution, também pudera: o jogo, como dissemos, é de 2012.

A grande graça no jogo é completá-lo sem sacar sua arma, uma tarefa dificultada pela arquitetura dos cenários em Absolution. Aquilo que é um ponto forte em Blood Money, aqui é uma falha. Uma das grandes graças do game, buscar o ranking Silent Assassin, é possível apenas se não houver tiroteio e, infelizmente, a linearidade do jogo restringe o jogador neste feito, e muito, e também deixa constantemente a sensação de não ter feito uma parte do jeito certo.

Hitman: Absolution
O Agente 47 em Hitman: Absolution (Foto: Divulgação)

A soma das partes

Os modelos em 3D de ambos os games seguem fiéis aos originais, enquanto texturas e efeitos de luz e de sombras receberam melhorias. Não espere, contudo, algo próximo ao que foi feito com as versões de Halo em Master Chief Collection. Apesar de um trabalho bem feito, deixa a desejar. Os 60 fps fazem pouca diferença por culpa, principalmente das animações de Blood Money. E nem mesmo assim algum dos jogos fará seus olhos brilharem.

Veredito

A escolha dos jogos que compõem esta coleção é problemática porque, além de incompleta, parece não ter sido trabalhada com o devido cuidado, apesar das melhorias visuais. Os dois games remasterizados estão separados por seis anos, o que é uma eternidade no mundo dos computadores e dos videogames. O mais antigo, Blood Money, sofre com imperfeições que não deveriam existir nem em sua época, apesar da excelente arquitetura dos cenários. Talvez um remake cuidadoso tivesse sido melhor do que uma versão remasterizada.

Absolution, por outro lado, brilha em áreas que Blood Money apresenta problemas, mas deixa de lado as grandes sacadas de seu antecessor em troca de nada. Está mais próximo dos jogos atuais em termos de jogabilidade e de apresentação, mas não é um game para todos – e, pelo preço, provavelmente será melhor garimpar uma cópia da geração passada, ou então pegá-los na Steam, por preços bem mais acessíveis.

Hitman HD Enhanced Collection | Contrato ingrato
- publicidade -

Hitman HD Enhanced Collection foi lançado no dia 11 de janeiro e está disponível por R$ 183,50 na PlayStation Store e R$ 229,00 na Microsoft Store. O game foi avaliado com 66 pontos no Metacritic.

*Review elaborado usando a versão de Xbox One do jogo. Cópia fornecida pela desenvolvedora.

-publicidade-

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

545,305FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
20SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,477SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: Hitman HD Enhanced Collection | Contrato ingrato

Últimas Postagens

Revolver | Maya e Ethan Hawke vão estrelar no filme

Começando a ser alvo de novidades, o filme Revolver é destaque na mídia. E assim, agora as novidades envolvem os seus protagonistas. Segundo informações do...

Harry Potter deixará a Netflix e será adicionado ao HBO Go

Anos se passaram desde que o filme Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2 foi lançado nos cinemas, mas o encanto...

As Criaturas Atrás das Paredes | Jordan Peele vai produzir o remake

Lançado originalmente em 1991, o filme As Criaturas Atrás das Paredes volta a ser destaque na mídia. E assim, agora as novidades envolvem o seu...

Globoplay | Modern Family e As Five lideram a lista de lançamentos para novembro

Seguindo a mesma tradição que outros serviços de streaming, o Globoplay revelou agora algumas novidades para o mês de novembro em seu catálogo. E como...

O que Ficou Para Trás | Filme já está disponível na Netflix

Com o seu desenvolvimento confirmado há algum tempo, e sua estreia anunciada anteriormente, agora o filme O Que Ficou Para Trás já está disponível...

Bronx | Conheça o novo filme de acão da Netflix

Com o seu desenvolvimento já confirmado há algum tempo, agora o filme Bronx (também conhecido como Rogue City) foi lançado pela Netflix no Brasil....

Watch Dogs: Legion chega ao mercado cheio de novidades: Conheça algumas

Com o seu desenvolvimento anunciado há meses, e tendo também passado por adiamentos por conta da pandemia de Coronavírus, o jogo Watch Dogs: Legion...

Virgin River | Assista ao trailer completo da 2ª temporada

Com o seu lançamento anteriormente confirmado para acontecer em 27 de novembro através da lista de novidades da Netflix, agora a 2ª temporada de...