-publicidade-

-publicidade-

A HAT IN TIME | O velho estilo continua atual

O game surpreende e traz boas risadas ao mesclar o melhor do estilo plataforma com uma divertidíssima história

Os fãs nostálgicos de games no estilo plataforma como Mario 64, Banjo-Kazooie e tantos outros títulos das gerações passadas sentem que, com o reformado mercado de jogos, o estilo não é mais tão bem representado, não é mesmo? E é exatamente aí que A Hat in Time entra, surpreendendo e trazendo boas risadas ao mesclar o melhor do estilo plataforma com uma divertidíssima história.

Quer saber mais sobre as aventuras da Hat Girl? Então vem comigo em mais uma crítica no Jornada Geek!

Gráficos e jogabilidade

De cara é possível notar a magia do jogo nos simples e belos gráficos cartunescos em 3D. Eles lembram muito jogos de Game Cube. Além disso, A Hat in Time traz à tona mapas bem desenhados e repletos de desafios, como missões secundárias e itens bem escondidos que auxiliam na jornada de nossa protagonista.

A Hat in Time
Hat Girl estrelando no mundo do cinema. Foto: Divulgação.

O sistema de mundos implantado no game é bem interessante e a nave onde você seleciona as fases remete muito à títulos anteriores, o que aumenta ainda mais o sentimento de nostalgia. Outro aspecto explorado pelo jogo é que ao longo da trama podemos melhorar os equipamentos para conseguir fazer certas tarefas que são inacessíveis quando no início, fazendo os jogadores mais empolgados a retornarem em mundos passados para coletarem itens extras.

A jogabilidade responde muito bem com comandos extremamente simples: pulos, mergulhos e golpes, seguindo exatamente a fórmula dos jogos de plataforma. A câmera em alguns momentos nos deixa tontos, mas é só uma questão de hábito e com o tempo o seu controle é facilmente executado.

A história

Hat Girl, uma garotinha muito esperta faz as honras do jogo, sendo uma protagonista divertida e debochada. Sua história é bem simples: em uma de suas viagens de volta para casa, sua nave movida pelo tempo é interceptada por um ganancioso visitante, o que causa sérios problemas. Com isto, a nave perde seu combustível, que é formado por várias ampulhetas que se espalham pelos mundos do jogo, sendo muito parecidas com as estrelas do Mario 64.

A Hat in Time
Seja uma estrela de cinema e uma detetive ao mesmo tempo! Foto: Divulgação.

E no universo de A Hat in Time nos surpreendemos: temos mundos habitados por mafiosos, estrelas de cinema, e monstros, sendo cada um deles temático e desafiador à sua maneira. Um exemplo do quão criativo o game é pode ser observado na apropriação da história do Assassinato no Expresso do Oriente, livro mundialmente famoso escrito por Agatha Christie. Na fase, você tem que descobrir quem “matou” o personagem em questão com um tempo cronometrado, o que mostra que o jogo não segue um padrão em suas fases, o que o torna o menos monótono possível.

Algumas considerações

Antes de mais nada, é importante dizer que o jogo nos passa a sensação de ser uma grande homenagem ao gênero de plataforma, e isso é percebido em suas variadas citações. Além disso, percebe-se que o seu objetivo fora alcançado pela desenvolvedora, a Gears for Breakfast, tendo alcançado uma grande aceitação tanto na crítica quanto nos jogadores da Steam, sendo avaliado como “extremamente positivas”.

A Hat in Time
Corra dos mafiosos suja de… lama? Foto: Divulgação.

E, de fato, o jogo acerta em sua proposta. Sendo dinâmico e divertido, A Hat in Time nos leva a um passado onde a simplicidade funcional dos jogos era o principal ponto a ser levado em consideração pela comunidade.

Tendo gráficos simples e alguns erros que parecem ser propositais justamente para aumentar o clima de saudade dos antigos consoles, o jogo também não desaponta nas questões gráficas e técnicas. Aliás, vale ressaltar a trilha sonora para fechar toda essa viagem no tempo, sendo um ponto muito positivo do jogo.

Concluindo, A Hat in Time é um excelente título e merece ser ressaltado em um mercado cada vez mais acirrado, repetitivo e belo, porém enjoativo. Seu objetivo além de ser atingido, traz um efeito surpresa, onde em cada mundo você não sabe o que esperar, sendo este o seu grande diferencial.

Nota Surpreendente

A Hat in Time já encontra-se disponível para PC, via Steam, por R$55,99 em sua versão normal e por R$66,86 na versão Deluxe. Já na Humble Store, o game é encontrado por US$ 29,99. A versão para PlayStation 4 é encontrada na PlayStation Store por R$91,90. No caso do Xbox One, o jogo está disponível na Microsoft Store por R$59,90. No Metacritic, o título ficou com média de 79 pontos na versão avaliada.

*Review elaborado usando a versão de PC do jogo. Cópia fornecida pela desenvolvedora.

- publicidade -

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

539,501FansLike
60,571FollowersFollow
22FollowersFollow
0FollowersFollow
20,281FollowersFollow
57SubscribersSubscribe
A HAT IN TIME | O velho estilo continua atual

Últimas Notícias