Antes de mais nada, devo começar esta crítica dizendo que sou um grande fã de Crash Bandicoot. Crash Bandicoot (sim, o um) foi o primeiro jogo que tive, vindo junto do meu saudoso PlayStation One. Anos depois, eu ganhava Crash Team Racing, CTR para os íntimos. Alguns anos depois, após tantos jogos e outras aventuras, eu ainda me perguntava sobre quando esses jogos voltariam para a nova geração. Daí, surgiu Crash Bandicoot N. Sane Trilogy, entregando uma experiência maravilhosa. Mas nada de CTR. E sim, estou ignorando Crash Nitro Kart ou Crash Tag Team Race, que passou bem longe do primeiro. E eis que, confirmando os boatos que surgiam à época, na The Game Awards de 2018, vem o anúncio de Crash Team Racing Nitro-Fueled, pela Activision e Beenox, para PlayStation 4Nintendo Switch e Xbox One. A expectativa para voltar a pistas que marcaram minha infância foi imensa.

E a gente sabe: toda vez que criamos expectativa, corremos sérios riscos de nos decepcionar. E olha, em 2019 foi muito fácil ficar desapontado com jogos. Será que Crash Team Racing Nitro Fueled conseguiu entregar toda aqueles momentos de diversão vividos no final dos anos 90? E mais, será que há algo de novo no título, aprimorando ainda mais a experiência além dos gráficos, algo já esperado para nossa geração? Tenho certeza que você está bem curioso pra saber. Então vem comigo em mais uma crítica do Jornada Geek!

Um remake bonito de se ver

Sempre que um jogo é refeito como Crash Team Racing Nitro-Fueled, ficamos ansiosos esperando reviver bons momentos. Mas esquecemos de levar em consideração aspectos como o nosso próprio amadurecimento e as transformações nos jogos ao longo do tempo. Eu explico: recentemente, joguei os antigos games de Mega Man, e olha… foi frustrante! Como eu tinha paciência para morrer tantas vezes e voltar, sem saves, sem nada? A jogabilidade guardada na minha cabeça era diferente. Foi uma experiência terrível.

Mas já aviso que aqui o caso é completamente diferente. Crash Team Racing Nitro-Fueled conseguiu trazer exatamente aquilo que eu lembrava de nosso marsupial e seu kart, na época em que tudo era ainda muito quadrado e a gente achava o suprassumo da qualidade técnica. Os obstáculos do mapa, os personagens, a jogabilidade… Tudo estava exatamente como eu havia deixado na minha adolescência. A Beenox e a Activision estão de parabéns por entregar um jogo renovado, mas com as principais características mantidas.

Crash Team Racing Nitro-Fueled
As disputas são intensas em Crash Team Racing Nitro Fueled! (Foto: Divulgação)

O que há de novo?

Analisando de forma mais aprofundada, o remake de Crash Team Racing manteve de forma brilhante vários aspectos: a música de abertura, os personagens tradicionais, o estilo exato das pistas, a jogabilidade, os modos de jogo, e toda a diversão possível. Como se não bastasse, adicionou novidades interessantes. Há o o jeito tradicional, onde você segue todas as corridas no Modo História com um único personagem, o modo Nitro-Fueled, em que é possível trocar de competidor quando quiser, e o esperado modo online, com amigos ou pessoas de fora, atendendo a uma demanda latente dos jogos atuais. Há até um modo battle royale, que coloca quatro jogadores em uma luta onde só o mais esperto sobrevive. Tudo isso bastante customizável, vale ressaltar.

Mas não é só isso. Há como mudas as skins dos personagens e customizar os karts com adesivos, chassis, rodas e tudo mais. Para isso, basta ir jogando e desbloqueando gradativamente, seguindo o padrão observado nos jogos de corrida/arcade mais recentes, sendo mais um grande acerto da desenvolvedora.

Crash Team Racing Nitro-Fueled
Use e abuse de todas as artimanhas para vencer. (Foto: Divulgação)

Ainda mais bonito e insano

O jogo conta com gráficos muito bonitos, fazendo jus à nova geração. Isso dá toda a tônica da coisa do remake. Afinal de contas, nossos olhos estão cada vez mais acostumados com belos gráficos e jogabilidade mais arrojada. Em Crash Team Racing Nitro Fueled, a jogabilidade segue praticamente intocada, enquanto os gráficos… Meu amigo! Que coisa gostosa de ver. Parece que poliram tanto os quadrados do PlayStation One pra chegar nesse nível. É impressionante. Mantém a simplicidade gráfica tradicional do nosso amado marsupial, embora a torne muito mais bela e atrativa.

E as coisas ainda melhoram. A qualidade de som está bastante aprimorada, contando até mesmo com dublagens em português! Pra mim, isso foi uma grande surpresa, sendo um ponto bastante simples, já que os diálogos são curtos e pouco importantes. De toda a forma, a nova geração pegará um jogo da nossa época nos trinques! É muito bacana ver frascos de Nitro, mísseis, bolas explosivas e TNT voando pela pista enquanto o pelotão de corredores disputa lado a lado pelo primeiro lugar. O jogo parece estar um pouco mais difícil, mas isso deixa a experiência ainda melhor pra gente.

Crash Team Racing Nitro-Fueled
Que Aku-Aku te ajude, pois você vai precisar. (Foto: Divulgação)

Veredito

Sinceramente, Crash Team Racing sempre esteve no meu top 3 de jogos de corrida/arcade. E esse remake só reforça a minha escolha. A Beenox e a Activision fizeram com que o jogo não fosse descaracterizado e ainda conseguiram aprimorar em todos os aspectos o produto final. Meu eu de 20 anos atrás fica maluco de alegria ao pilotar novos karts customizáveis, além de escolher novas skins para nossos competidores. Por exemplo, você quer saber como o Crash ficaria em tons de cinza? Agora você pode! Quer mudar a cor do carro? Também é possível!

A jogabilidade se manteve praticamente intacta. É fácil de controlar os carros, e os controles são os mesmos. E essa talvez seja a maior preocupação do gamer raiz. Então, fiquem tranquilos que Crash Team Racing: Nitro-Fueled está do mesmo jeitinho de antes, com a “cara” de hoje. Simplesmente maravilhoso!

Crash Team Racing Nitro-Fueled | Melhor do que nunca! 1

Crash Team Racing Nitro-Fueled ostenta uma média de 84 pontos no Metacritic, na versão avaliada, enquanto o jogo original possuí 88, tendo pouca diferença e garantindo a alta qualidade, como podemos ver. O título está disponível para PlayStation 4Nintendo Switch e Xbox One desde a última sexta, 21.

*Review elaborado usando a versão de PS4 do jogo. Cópia fornecida pela desenvolvedora.

publicidade: