É interessante observar não apenas os retornos, mas também as estreias de algumas séries de TV. Entre elas, um dos grandes destaques da fall season 2016 ficou exatamente por conta de Westworld. Apontada há algum tempo como a possível substituta de Game of Thrones, a série passou por pausas em sua produção, mas criou grandes expectativas no público por conta da sua temática e abordagem divulgadas há algum tempo e já conhecidas por conta do filme em que é baseadas. E assim, com tudo isso em destaque, ela já estreou e vem mantendo a curiosidade em alta.

westworld-not4Assim como no filme lançado na década de 70, a trama da série de TV acompanha o cotidiano no gerenciamento e entretenimento de um parque temático ambientado no velho oeste. Nesse tempo, as atrações são mostradas, assim como interações também vão ficando cada vez mais claras ao longo do seu desenvolvimento. Tudo parece seguir o padrão, mas aos poucos algumas das máquinas do local vão apresentando situações inesperadas ao criarem questionamentos sobre sua existência e passar a apresentar um comportamento diferente daqueles que estão programadas.

É com tal abordagem estabelecida que Westworld começa a ser desenvolvida. Na verdade, ela cria muitos questionamentos e curiosidades exatamente sobre isso. Tendo muitas referências que podem ser tiradas dos jogos de vídeo games por conta das ações repetidas dos seus robôs dentro dos parques, o programa vai desde o começo revelando sempre um ou outro detalhe narrativo na vida dos personagens que ocupam essa grande atração. Isso faz com que cada pequeno movimento acabe sendo essencial ao espectador, começando a despertar também memórias nas máquinas por conta das suas repetições constantes.

Entretanto, é também de grande destaque as atitudes dos personagens nos bastidores do parque temático, assim como a dos seus visitantes. Entre eles, até o momento, dois que se destacam são Dr. Robert Ford (Anthony Hopkins) e Bernard Lowe (Jeffrey Wright). Com muitos outros membros da equipe preocupados com a situação que já começou a se desenrolar, Robert e Bernard são aqueles que claramente brincam de Deus em suas funções. São claramente os dois nomes mais poderosos da administração, já que são respectivamente presidente e chefe de programação do parque. É interessante observar suas ações sobre o que está acontecendo, assim como questionador: afinal, será que eles sabem tudo o que pode acontecer?

Voltando para dentro do parque, claramente teremos Dolores como um dos pontos centrais. Sendo um dos androides do local, a personagem interpretada por Evan Rachel Wood ganhou um claro destaque através das suas aparições. Até mesmo personagens que vão chegando ao local acabam quase sempre cruzando o seu caminho. Se não bastasse, o claro vilão misterioso conhecido apenas como Homem de Preto (Ed Harris) parece ter um certo prazer em ver a jovem sofrer constantemente.

E isso tudo que foi citado nem chega aos pés de tantas intrigas que já foram abordadas apenas nos 3 primeiros episódios de Westworld. As interações são muitas entre as máquinas e os visitantes, com muitos detalhes sendo apresentados ao espectador que podem mais na frente fazer uma certa diferença em sua evolução. Mas ainda é muito complicado prever os acontecimentos, já que mudanças estão sendo constantemente apresentadas, além de que personagens que são apontados como importantes, sendo um dos exemplos o pistoleiro Hector Escaton (Rodrigo Santoro), tiveram pouco espaço. Ainda assim, as expectativas são altas no que está por vir e a série já demonstrou uma grande qualidade em seu roteiro e evolução. Sem dúvida alguma, uma boa  novidade para acompanhar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here