-publicidade-

X-MEN: DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO | CRÍTICA

X-Men - Dias de um Futuro Esquecido
X-Men – Dias de um Futuro Esquecido

No ano de 2000 uma saga de personagens teve início nas telas. X-Men era algo idolatrado pela geração que estava na adolescência, com desenhos animados passando na parte da manhã na década de 90, destacando seus personagens de forma única e criando verdadeiros laços com todos que assistiam. É claro, os heróis eram bem mais velhos, mas ali ganhavam a mídia de forma impressionante. Além disso, eram nas HQs deles que estavam algumas das melhores histórias, compondo sagas intensas. Entretanto, para muitos os filmes foram decepcionantes, já que mexiam exatamente com isso, criando adaptações e mudanças. Logo as produções foram criando algumas pontas soltas, deixando o público cada vez mais decepcionado. Agora, 14 anos depois, Dias de um Futuro Esquecido chega aos cinemas para colocar um pouco de ordem, pelo menos na empolgação dos fãs.

O caminho até Dias de um Futuro Esquecido foi muito difícil de ser acompanhado nas telas. Para tal, o público teve que acompanhar a primeira trilogia, formada por filmes que causaram revolta em alguns, frustrações em outros, mas tendo como verdadeiro impacto suas diversas incoerências. Entretanto, se tem algo que agradou foi o elenco. E é exatamente com isso que Bryan Singer marca o seu primeiro ponto nesta nova adaptação, trazendo Ian McKellen, Patrick Stewart, Halle Berry, Ellen Page, Shawn Ashmore e Daniel Cudmore como Magneto, Professor Xavier, Tempestade, Kitty Pryde, Homem de Gelo e Colossus de volta, mas ignorando as falhas do passado. Se existe algum filme que pode ser considerado um reboot dos mutantes nas telas, é exatamente este.

Na trama, em um futuro próximo, os mutantes estão sendo caçados por um novo modelo de sentinelas, com habilidades incríveis e mutáveis para aniquilar aqueles que se opõe ao seu poder. Agora, poucos conseguem resistir, enquanto muitos da própria raça evoluída e humanos simpatizantes acabaram presos em grandes campos de concentração. Com isso, a única solução plausível e a mudança do passado. De tal forma, após uma breve discussão, Lince Negra (Ellen Page) envia Wolverine (Hugh Jackman) para o passado, com a missão de trabalhar em parceria com um reticente Charles Xavier (James McAvoy), em meio aos turbulentos eventos dos anos 70.

As mudanças na adaptação começam logo nas primeiras cenas, sendo a mais brusca delas o retorno de Wolverine ao passado. Tal fato gerou certa revolta de fãs quando anunciado, já que era a própria Lince Negra que retornava ao seu corpo para ajudar Xavier. Entretanto, é muito claro o objetivo do estúdio. Querendo reconhecer ou não, o espectador deve aceitar que Wolverine é o personagem de maior destaque do grupo nas telas. Sendo assim, tal situação logo se torna plausível e acaba se mostrando certa nos momentos necessários da trama. Enquanto isso, os erros cronológicos, que eram tão questionados, nem ao menos são abordados. Se você está indo para ver um grande conserto, esqueça. Não existe uma explicação sobre um Xavier vivo em seu corpo, muito menos qualquer um dos outros que foram cometidos no passado. O assunto é outro, assim como o objetivo.

Entretanto, a narrativa do filme logo conquista o espectador. Como prometido por Bryan Singer, a produção não gira em apenas uma ordem cronológica, variando entre futuro e passado, trazendo grandes expectativas para a história com tudo isso. No meio do verdadeiro caos, onde batalhas são travadas, isso funciona muito bem. A direção é certa em utilizar os seus elementos, proporcionando inclusive algumas montagens de cenas impactantes quando alternam entre passado e futuro. Para completar, os efeitos causam grandes destaques. Seja por uma sentinela que muda sua forma, uma cidade destruída ou por um estádio levantado, o impacto é de total brilhantismo e grandiosidade.

- publicidade-

Se não bastasse tudo o que era esperado, Singer ainda conseguiu colocar uma cereja em cima do bolo: Mercúrio, interpretado por Evan Peters. Ao contrário do esperado por muitos, o personagem consegue um destaque interessante, com uma cena simplesmente espetacular e tecnicamente perfeita, com um timing excelente e frases corretas. A vontade é de rir, já que tudo foi extremamente encaixado no personagem. Contudo, entre todos os momentos de completa ação e gigantismo, são os mais calmos que acabam emocionando. Três cenas conseguem destaque sobre isso: o encontro entre passado e futuro do Professor X, o companheirismo no futuro entre Erik e Charles e uma outra com Logan. Quando você assistir, entenderá todas e saberá qual é a que envolve o Wolverine.

 Entre as outras novidades também são apresentados destaques. O grupo mutante do futuro ganhou grandes reforços, com nomes conhecidos. São eles  Bingbing Fan, Adan Canto, Booboo Stewart e Omar Sy como Blink, Mancha Solar, Apache e Bishop. Cada mutante é importante de alguma forma na trama, independente do seu tempo em tela. O grupo funciona de forma muito melhor no futuro apocalíptico, surpreendendo com ótimas sequências nos momentos de ação, utilizando os poderes como se fossem um só. Enquanto isso, o elenco do passado, formado principalmente por Peter Dinklage, Michael Fassbender, James McAvoy, Nicholas Hoult, Jennifer Lawrence e Hugh Jackman oferece ótimas atuações, independente do momento em questão.

Por saber exatamente como trabalhar cada um dos aspectos citados, X-Men: Dias de um Futuro Esquecido alcançou seu objetivo. As falhas existem, mas ficaram para trás. O objetivo do projeto é simplesmente trabalhar os aspectos certos, gritando novamente pela aceitação de diferenças no seu formato de passar uma mensagem. Dito isso, fica claro que o futuro é o que importa para os mutantes nas telas, algo que é demonstrado na última sequência da produção, com ótimas surpresas e momentos tocantes. A verdade é que foram necessários 14 anos nas telas, para finalmente aparecer aquele que emociona o público e assume a posição de um verdadeiro filme dos X-Men. Que Apocalipse venha, já que agora as expectativas são enormes. E sim, temos cena pós-creditos.

- publicidade -

Classificação:
Excelente

banner cinefagia

-publicidade-

Notícias relacionadas

X-MEN: DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO | CRÍTICA
Marco Victor
Fundador do Jornada Geek e formado em Jornalismo, mas também um grande amante de filmes e antigo frequentador de locadoras. Outras paixões também existentes estão em Séries de TV, HQs, Games e Música. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Banda preferida? São muitas, mas Slipknot ocupa um lugar especial. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC apesar de ter no Batman e As Tartarugas Ninja como os seus heróis favoritos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

545,305FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
21SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,498SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: X-MEN: DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO | CRÍTICA

Últimas Postagens

The Mandalorian | Disney+ divulga novo trailer da 2ª temporada

Após ter a sua data de estreia confirmada há alguns dias, a 2ª temporada da série The Mandalorian voltou a ganhar novidades. E desta vez,...

Sandman | Neil Gaiman confirma que filmagens foram iniciadas

Com o seu desenvolvimento já confirmado há algum tempo, a série baseada nas HQs Sandman aos poucos vai ganhando algumas novidades. E após muito rumores,...

Euphoria | Episódio especial é anunciado para dezembro

Assim como muitos projetos, a série Euphoria acabou tendo também o desenvolvimento da sua 2ª temporada atrapalhado pelo Coronavírus (Covid-19). Entretanto, após os primeiros...

6 Curiosidades sobre A Maldição da Mansão Bly

Com um mês recheado de novidades, algo que já se tornou meio que tradicional em sua existência, a Netflix recentemente lançou A Maldição da...

A Voz Suprema do Blues, estrelado por Viola Davis e Chadwick Boseman, ganha o seu primeiro trailer

Com o seu desenvolvimento confirmado há algum tempo, agora o filme A Voz Suprema do Blues, estrelado por Viola Davis (Esquadrão Suicida) e Chadwick...

Crônicas de Natal: Parte 2 | Assista ao trailer do filme produzido pela Netflix

Com a sua data de lançamento já confirmada para novembro, o filme Crônicas de Natal 2, estrelado por Kurt Russell (Guardiões da Galáxia Vol. 2), voltou a...

Transformers: Campos de Batalha será lançado em 23 de outubro

Com o seu desenvolvimento tendo sido anunciado há algum tempo, agora foi revelado que o jogo Transformers: Campos de Batalha está próximo de ser...

Xbox Series X | S: 30 jogos que estarão disponíveis no dia do seu lançamento

Após muita espera por parte do público ao longo dos últimos meses, os consoles da nova geração estão com o seu lançamento cada vez...