Vingadores: Ultimato | Crítica com Spoilers

Filme já está em exibição nos cinemas brasileiros.

publicidade:

Alerta: o texto abaixo é uma crítica COM SPOILERS de Vingadores: Ultimato. Se você não quiser tomar conhecimento dos acontecimentos do filme, leia a nossa crítica sem spoilers.

Banner do filme Vingadores: Ultimato
Divulgação

Classificação:

Nota Surpreendente

Após 11 anos, 22 filmes, erros, acertos e grandes bilheterias, o Universo Cinematográfico da Marvel está fechando o seu arco, conhecido atualmente como A Saga do Infinito, através de um dos lançamentos mais aguardados dos últimos anos. Foram meses de espera por parte do público e muitas teorias até finalmente termos a estreia de Vingadores: Ultimato na última quinta-feira de uma forma grandiosa para a Marvel Studios.

A trama do longa é iniciada logo após o estalar de dedos de Thanos, mostrando o Gavião Arqueiro perdendo toda sua família. Logo após isso temos alguns dias passados, com um novo confronto sendo travado entre os Vingadores e o grande vilão, iniciando assim a trama após a constatação da destruição das joias do infinito e a morte de Thanos pelas mãos de Thor. Temos então um salto temporal de 5 anos, que por sua vez é o responsável por indicar novos caminhos para reverter os feitos do estalar de dedos através do Homem-Formiga, reino quântico e uma busca pelas joias do infinito.

O teor todo interessante em volta de Ultimato não é apenas o desenvolvimento de uma trama cheia de surpresas, mudanças e saltos logo em seu início, mas também as referências usadas pelos roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely. A dupla que já havia trabalhado em Soldado Invernal, Guerra Civil e Guerra Infinita utiliza todo o seu trajeto dentro do UCM justamente para dar um desfecho ao que foi iniciado anteriormente, tendo início justamente na cena de reencontro entre o Capitão América e o Homem de Ferro logo quando o mesmo retorna para a terra.

Ali conflitos ainda de Guerra Civil são jogados claramente na mesa, com uma amargura de Tony Stark rondando o ambiente, e sendo resolvida somente após o salto temporal. Salto este que também é interessante para apresentar a perspectiva dos Vingadores originais, já que Tony foi claramente o único que conseguiu ter uma vida após os acontecimentos, constituindo família ao lado de Pepper com uma filha chamada Morgan H. Stark.

Enquanto isso, Steve tenta seguir em frente aconselhando grupos de apoios, Natasha / Viúva Negra segue comandando os heróis que sobraram dos Vingadores, incluindo a Capitã Marvel, Hulk e Banner se tornaram um só como o Professor Hulk, enquanto Thor está traumatizado, mas escondendo suas amarguras atrás de bebidas, jogos e TV a cabo na cidade conhecida como Nova Asgard.

E é interessante ver esta abordagem sobre os Vingadores não apenas no início, mas durante todo o desenvolvimento da trama após eles encontrarem em Scott Lang a possível solução para retornar no tempo, conseguir as joias do infinito, e reverter o estalo de Thanos. Sim, é este o ponto central da trama dos heróis em sua jornada.

A trama então começa a ser desenvolvida como esperado, passando por alguns contra tempos em suas missões, mas apresentando momentos realmente memoráveis para cada um dos atores, suas atuações e personagens. É visível através da visita ao passado o quanto cada um deles evoluiu e laços foram criados, ou ainda mais fortificados, mesmo após tantas batalhas e derrotas sofridas. Esta aventura, na verdade, serve muito para mostrar que, apesar de separados, eles sempre foram uma família de alguma forma.

Cenas memoráveis e de grandes referências também são mostradas neste momento da trama, seja em um elevador com o Capitão América falando Hail Hydra no ouvido de um agente que naquele momento era referenciado como S.H.I.E.L.D., no Hulk fingindo destruir a cidade de forma fracassada, no Thor traumatizado, ou até em uma espécie de “bastidores” envolvendo o UCM. Entretanto, nem tudo são flores. E é também aqui que tivemos uma perda dolorida para a franquia, mas em uma cena de grande emoção envolvendo a Viúva Negra e o Gavião Arqueiro na busca pela joia da alma. Ponto que acaba resultando na morte da Viúva.

É também no passado que temos uma das viradas mais inesperadas da trama, com a Nebula servindo de base para os acontecimentos seguintes através de uma troca elaborada pelo Thanos, que acaba chegando ao futuro logo após o estalo ser revertido.

E daqui em diante são somente emoções e muito fan service através de uma das batalhas mais memoráveis da história do cinema. Uma nova luta entre Thanos x Capitão América, Thor e Homem de Ferro, o retorno dos Vingadores mortos no estalar de dedos, e a corrida para deixar a manopla longe das mãos do vilão ditaram o ritmo de cenas emocionantes, com espaço para todos os personagens e uma cena linda mostrando o Capitão América levantando o Mjolnir.

Os trio formado por Thor, Capitão e Homem de Ferro ganhou um grande destaque neste momento ao mostrar não apenas sincronia nas batalhas entre os personagens, mas também uma excelente química entre 3 dos nomes que iniciaram o Universo Cinematográfico da Marvel. E também, infelizmente, acabou sendo o desfecho de Robert Downey Jr. no UCM após uma sequência de ação que envolveu praticamente todo personagem vivo e de destaque do longa, coberto por grandes batalhas, sequências e um momento girl power de colocar inveja em qualquer franquia.

O enterro de Stark e o Destino de Steve Rogers ao passado foram realmente duas emoções distintas do longa, mas que agrada como um desfecho para cada um deles que agora passaram por situações familiares e de sacrifícios como verdadeiros heróis e pontos centrais de todo um universo construído ao longo de 11 anos de muitas histórias.

Por sua vez, o que fica para nós de Vingadores: Ultimato como espectadores é uma grande mistura de sentimentos. Sentimento de perda, de vitória, de trajetória cumprida, e da busca por abraçar um futuro que agora terá a ausência de personagens que se tornaram grandes através de uma abordagem construída com cuidado diante do público. O futuro do UCM ainda é um mistério, mas claramente nos reserva grandes e novas surpresas.

P.S: O filme não tem cena pós-créditos. 

Confira também: Vingadores: Ultimato | Robert Downey Jr diz que filme tem o melhor final do UCM

Confira a sinopse de Vingadores 4:

“O grave curso dos acontecimentos de Thanos, que destruiu metade do universo e fraturou as fileiras dos Vingadores, leva os Vingadores restantes a tomar uma posição final na grande conclusão da Marvel Studios para vinte e dois filmes, “Vingadores: Guerra Infinita”.

Assim como Guerra Infinita, o novo Vingadores conta com o retorno de Robert Downey Jr.Chris EvansChris HemsworthMark RuffaloScarlett JohanssonJeremy RennerPaul BettanyElizabeth OlsenChris PrattZoe SaldanaDave Bautisa, Bradley Cooper e Vin DieselPom KlementieffKaren GillanTom HollandSebastian StanChadwick BosemanSamuel L. JacksonTom HiddlestonBenicio Del Toro e Josh Brolin também fazem parte do elenco.

Aproveite para conferir novamente: Vingadores: Ultimato | Assista ao novo trailer do filme
Vingadores: Ultimato já está em exibição nos cinemas brasileiros.

Não deixe de acompanhar todas as novidades e atualizações diárias do Jornada Geek no facebooktwitter e instagram.