Vingadores: Ultimato | Crítica

Filme já está em exibição nos cinemas brasileiros.

publicidade:
Vingadores Ultimato banner
Divulgação

Classificação:

Nota Surpreendente

2008 marcou o início de uma era especial para os fãs de super-heróis. Independente de você gosta de DC, Marvel, ou até mesmo do seu personagem favorito, Homem de Ferro foi o responsável por iniciar uma trajetória cinematográfica que vem sendo trabalhada há 11 anos pela Marvel Studios. O UCM (Universo Cinematográfico da Marvel) cresceu ao longo desses anos através de uma fórmula composta por muito trabalho e planejamento, algo que realmente não parecia ser possível. Personagens B passaram a dominar bilheterias, arrecadar fortunas, e uniões foram mostradas através de histórias que antes pareciam impossíveis.

Entretanto, toda trajetória tem também o ponto final de um capítulo. É justamente isso que o estúdio vem destacando desde o lançamento de Guerra Infinita, e que agora é claramente alcançado com Vingadores: Ultimato.

A trama do longa em questão é iniciada justamente focando nas consequências dos atos de Thanos através do seu estalar de dedos. Um tom de vingança é realmente construído a partir de tal ponto, promovendo novas uniões e ações dos personagens. Algo que já era realmente esperado, mas nada da forma como foi imaginado por fãs.

O interessante do roteiro de Ultimato é justamente o fato de que ele não pode ser formulado nem para uma simples sinopse. O que poderia ser dito é rapidamente descrito, e a partir de tal ponto entramos em uma abordagem delicada para evitar revelações que sejam importantes para a sua trama. E o curioso é que estes pequenos detalhes são claramente encontrados  através de cada cena recheada de surpresas através das atitudes dos seus personagens.

O certo é que Vingadores: Ultimato se comporta realmente da forma que deveria, como um fechamento de uma saga que foi elaborada através de todos os anos. Todos os elementos do projeto são bem utilizados, com o mesmo conseguindo caminhar tranquilamente através de cada gênero no momento certo. Não é apenas um filme de heróis, mas sim um título que consegue entregar drama, comédia (um grande destaque para Chris Hemsworth / Thor neste quesito), ação, romance e suspense nos momentos mais necessários dentro de toda a sua evolução.

Resumindo: é uma verdadeira obra de arte proporcionada através da direção dos irmãos Joe e Anthony Russo, assim como também dos roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely. Responsáveis até o momento por Soldado Invernal, Guerra Civil e Guerra Infinita, o quarteto entrega aqui a sua melhor história em todos os sentidos possíveis.

Outro ponto também válido de destacar é o elenco. Composto hoje por nomes grandiosos de hollywood, o projeto consegue extrair o melhor de cada um dos seus envolvidos, principalmente aqueles que são claramente os seus protagonistas desde o início da sua trama.

Chris Evans está tão bem em Ultimato quanto esteve nos últimos anos em seu papel como Capitão América, entregando uma performance crescente e digna do personagem. E o mesmo acontece com Robert Downey Jr., Mark Ruffalo, Chris Hemsworth, Jeremy Renner e Scarlett Johansson. É simplesmente incrível ver como química entre o sexteto original simplesmente consegue fluir de forma natural e incontestável, com cada um deles assumindo a sua parte através da abordagem necessária para o seu personagem.

Mas e o desfecho? Bem, ele é grandioso. Vingadores: Ultimato chega para elevar o nível cinematográfico em diversos sentidos. Ele é grandioso como esperado pelos fãs, é completamente trabalhado nos mínimos detalhes, e apresenta um incrível desfecho para a batalha iniciada contra Thanos não apenas em Guerra Infinita, mas ainda em sua primeira aparição no UCM em Vingadores.

Tudo é claramente posto na mesa neste longa que consegue extrair o melhor de cada momento da franquia de heróis, sabendo lidar com suas escolhas e consequências desde o início através de cada pequeno ponto que vai sendo apresentado através de toda a sua extensão. E não são apenas 8 minutos, como dito por Robert Downey Jr. em entrevista, mas sim 3 horas inteiras que nos entregam uma obra completa, inesquecível, e que, com certeza, marcará a vida dos amantes de heróis e deste universo que se tornou tão grande e recheado de surpresas.

P.S: O filme não tem cena pós-créditos. 

Confira também: Vingadores: Ultimato | Robert Downey Jr diz que filme tem o melhor final do UCM

Confira a sinopse de Vingadores 4:

“O grave curso dos acontecimentos de Thanos, que destruiu metade do universo e fraturou as fileiras dos Vingadores, leva os Vingadores restantes a tomar uma posição final na grande conclusão da Marvel Studios para vinte e dois filmes, “Vingadores: Guerra Infinita”.

Assim como Guerra Infinita, o novo Vingadores conta com o retorno de Robert Downey Jr.Chris EvansChris HemsworthMark RuffaloScarlett JohanssonJeremy RennerPaul BettanyElizabeth OlsenChris PrattZoe SaldanaDave Bautisa, Bradley Cooper e Vin DieselPom KlementieffKaren GillanTom HollandSebastian StanChadwick BosemanSamuel L. JacksonTom HiddlestonBenicio Del Toro e Josh Brolin também fazem parte do elenco.

Aproveite para conferir novamente: Vingadores: Ultimato | Assista ao novo trailer do filme
Vingadores: Ultimato já está em exibição nos cinemas brasileiros.

Não deixe de acompanhar todas as novidades e atualizações diárias do Jornada Geek no facebooktwitter e instagram.

publicidade: