-publicidade-

SNIPER AMERICANO | CRÍTICA – OSCAR 2015

Sniper Americano
Sniper Americano

Cinebiografias estão sempre ganhando o seu espaço no mercado Hollywoodiano. Basta olhar para o calendário anual para ter uma ideia de como tudo anda sendo desenvolvido, sempre com projetos dentro de tal perspectiva. Mas também é evidente um fato: essas histórias baseadas em fatos reais nunca conseguem contar toda a vida do seu protagonista, então um momento disso é definido, sendo utilizado exatamente o ponto mais importante de sua vida. Lincoln teve pelas mãos de Spielberg uma parte da Guerra de Secessão sendo abordada, enquanto Michael J.Foxx estrelou a cinebiografia que mostrou a infância e a ascensão de Ray Charles. São diversos pontos de vistas, para muitos nomes e situações. Agora, chegou a vez de Sniper Americano mostrar um pouco da vida daquele que é considerado um dos mais letais atiradores da história.

 Antes de abordar o filme valem as ressalvas. Sim, ele gerou diversas polêmicas. Desde suas entrevistas o atirador Chris Kyle mostrava uma visão completamente patriota, com a ideia de matar o inimigo. Entretanto, o projeto cinematográfico não é contestado por isso. Na verdade, alguns artigos e matérias assumem que o mesmo escondeu fatos da vida do soldado, buscando mostrar apenas o melhor. É claro, nenhuma novidade até aqui. Para completar, deixando tudo isso de lado, a produção fez US$ 90 milhões de dólares em bilheteria no seu fim de semana de estreia nos EUA.

A trama começa mostrando Chris Kyle (Bradley Cooper) aproveitando sua vida no Texas e participando de diversos rodeios. Entretanto, sua vida muda após os atentados de 11 de setembro. Determinado em servir e proteger o país, logo o texano acaba passando por um intenso treinamento para se tornar um atirador de elite das forças especiais da marinha americana. É na mesma época que ele conhece Taya Renae (Sienna Miller), com quem se casa e começa a construir sua vida. Entretanto, com um dever a cumprir, ele passa a combater o inimigo em território iraquiano. Ao final, o membro dos SEALS ficou conhecido como uma verdadeira lenda entre seus companheiros, com mais de 160 mortes no currículo.

É claro, todos os aspectos do filme mostram muito do seu protagonista. Desde os primeiros minutos, a narrativa de Sniper Americano coloca Chris Kyle como uma lenda em ascensão, começando pelas lembranças da infância, passando pelo momento em que ele assistiu ao atentado de 2001 pela televisão e o seu treinamento, até os momentos de combate. É uma cinebiografia do homem patriota, sempre em busca de apenas ajudar o seu país. Entretanto, engana-se quem também tira a conclusão de que o roteiro fica apenas nisso. Não, a adaptação vai mais longe sob uma interessante direção de Clint Eastwood e o seu modo de conduzir uma história desde a sua fotografia. Além disso, a ambientação também ganha o seu destaque.

Com o verdadeiro objetivo de apresentar um grande herói, a produção explora até as lembranças de Chris Kyle para mostrar sua ligações com a honestidade e o simbolismo dos EUA. Em uma cena, na mesa do jantar, o pai já ensina que existem 3 tipos de pessoas: Lobos, Cordeiros e Cães Pastores. E ainda ressalta: o filho tem que ser o terceiro. Além disso, o famoso ditado de “Deus, Nação e Família” também se faz presente no desenvolver da trama. Como grande destaque em tela fica Bradley Cooper. A transformação de seu corpo ao ganhar 18 Kg é visível, além do mesmo realmente aparentar ser Chris Kyle, já que estudou todos os trejeitos e movimentos do soldado.

- publicidade-

Uma verdadeira transformação de impacto, mas que mesmo assim ganha uma companhia interessante nas telas: Sienna Miller. A atriz não teve que passar pelo mesmo processo do protagonista, mas é sem dúvida um ponto importante do filme como Taya Kyle. Afinal, ela também acabou vivenciando todas as consequências do que aconteceu com o seu marido. Em tal contexto, ainda existe um processo de completa desumanização do soldado com a evolução do roteiro. É algo que vai chamando cada vez mais atenção através dos traumas que vão se fazendo presentes e de um verdadeiro caminho para o abismo de sentimentos. Entretanto, vale destacar a química do casal protagonista ao saber como retratar isso.

Todo o desenvolvimento de Sniper Americano tem dois grandes pontos para se destacar. O primeiro vai para Clint Eastwood, já que mesmo com o filme recheado de polêmicas e algumas falhas técnicas (por exemplo: o bebê falso) conseguiu sim passar uma visão do que Chris Kyle pensava, sabendo exatamente o que mostrar de sua infância e de como cuidar de todo o seu projeto para a desenvoltura do seu herói estadunidense. Afinal, dentro de todo o conteúdo mostrado, Kyle é realmente um herói. Entretanto, o outro ponto vai exatamente para o elenco já citado. Bradley Cooper é intenso com seu personagem e suas transformações de humor através da trama, enquanto Sienna Miller representa uma visão totalmente diferente, servindo realmente como aquela que pode mostrar para o marido ao tentar lhe ajudar que ele está com problemas.

Além disso, os dois personagens também tem visões claramente diferentes. O soldado é o guerreiro, o atirador, aquele que busca defender os seus amigos a todo custo no campo de batalha, enquanto a esposa é aquela que deve lembrar o mesmo de seus sentimentos, mostrar como a guerra lhe modificou e tentar trazer de volta aquele homem que conheceu. São pontos gritantes, tão visíveis, que fazem a produção ganhar força e o seu ar de um western moderno. Ambientes totalmente diferenciados entre lar e guerra também são utilizados para isso desde a primeira cena em combate do protagonista. Um ótimo projeto, merecedor de suas indicações ao Oscar, mesmo que não seja aquele que merece o prêmio.

- publicidade -

Classificação:

-publicidade-

Notícias relacionadas

SNIPER AMERICANO | CRÍTICA - OSCAR 2015
Marco Victor
Fundador do Jornada Geek e formado em Jornalismo, mas também um grande amante de filmes e antigo frequentador de locadoras. Outras paixões também existentes estão em Séries de TV, HQs, Games e Música. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Banda preferida? São muitas, mas Slipknot ocupa um lugar especial. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC apesar de ter no Batman e As Tartarugas Ninja como os seus heróis favoritos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

545,305FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
21SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,494SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: SNIPER AMERICANO | CRÍTICA - OSCAR 2015

Últimas Postagens

The Alienist 3ª temporada vai acontecer? Confira o que sabemos

Após ter todos os seus episódios exibidos nos EUA pela TNT, a 2ª temporada da série The Alienist, que por sua vez leva o...

Ghostbusters – Mais Além e O Homem Nas Trevas 2 ganham novas datas de estreia

Assim como vem acontecendo com outros estúdios, aos poucos a Sony Pictures também vai reformulando o seu calendário de lançamentos para 2021. E assim,...

Liga da Justiça Snyder Cut terá o retorno de Jared Leto como Coringa

Com o seu desenvolvimento anunciado há algumas semanas, e sua estreia definida para 2021 no HBO Max, o filme Liga da Justiça Snyder Cut segue...

Novidades na Netflix | Confira a lista com os lançamentos de novembro

Sempre cercada por novos projetos originais, a Netflix revelou algumas das suas principais adições no catálogo e lançamentos para o mês de novembro. E...

Animaniacs | Assista ao primeiro trailer do reboot da série animada

Com a sua estreia anteriormente já confirmada para novembro, o reboot da série animada Animaniacs voltou a ganhar novidades. E após um teaser revelado durante a...

Raya e o Último Dragão | Assista ao primeiro trailer da animação

Com a sua estreia atualmente definida para acontecer em 2021, aos poucos a animação Raya e o Último Dragão (Raya and The Last Dragon...

Mank | Assista ao trailer completo do filme dirigido por David Fincher

Com a sua estreia anteriormente já confirmada para acontecer em dezembro, agora o filme Mank, que conta com direção de David Fincher e será...

Rebecca – A Mulher Inesquecível | Conheça o novo filme da Netflix

Meses após ter o seu desenvolvimento confirmado, o filme Rebecca - A Mulher Inesquecível finalmente foi lançado pela Netflix. E assim, agora reunimos os...