HomeCríticaRAGNAROK | EM DVD / BLU-RAY

RAGNAROK | EM DVD / BLU-RAY

Ragnarok
Ragnarok

A história da humanidade também é construída por suas lendas, que por sua vez acabam sendo trabalhadas em obras cinematográficas. É de fato que todos os povos antigos possuem tal característica em diversas dimensões, independente de religiões, simples contos noturnos ou aventuras vivenciadas por guerreiros de suas culturas. Contudo, até que ponto trata-se de realidade ou ficção? Geralmente as abordagens de tal aspecto acabam sendo construídas por filmes estadunidenses, que apresentam uma maior afinidade com o gênero, mas parece que até isso pode passar por mudanças na sétima arte. Aos poucos o velho continente vai desenvolvendo outras características, sendo que agora chega o momento de Ragnarok, que utiliza exatamente de uma lenda Viking para isso.

Durante anos, o arqueólogo Sigurd Svendsen vive obcecado com o navio Oseberg. A única inscrição encontrada no navio é a enigmática frase “o homem sabe pouco”, escrita em ruínas. Mas Sigurd tem certeza de que o navio Osemberg contém a resposta para o mistério de “Ragnarok”, o fim dos tempos na mitologia nórdica. Quando seu amigo Allan encontra runas semelhantes em uma pedra no norte da Noruega, Sigurd fica convencido de que as runas são de fato um mapa do tesouro. Juntos, eles organizam uma expedição e suas aventuras os levam até a “Terra de ninguém” entre a Noruega e a Rússia que foi abandonada, que foi abandonada por décadas. É lá que Sigurd descobre o verdadeiro significado das runas, um segredo mais terrível do que poderia imaginar.

Para desenvolver o seu roteiro e a narrativa, a produção de Ragnarok partiu exatamente da característica histórica. O protagonista tem como profissão a arqueologia, sendo obcecado pela história Viking. De tal forma, os mitos e a realidade acabam sendo utilizados como base. Enquanto isso, as características técnicas são demonstradas claramente em um estilo europeu, com uma fotografia diferenciada, passando por uma ambientação totalmente diferente, mas eficaz para o propósito da trama. Na parte dos efeitos as diferenças também surgem, principalmente no quesito qualidade.

Se existe algo interessante no filme em questão, é a construção de suas personagens. Como protagonista temos Sigurd, interpretado por Pal Sverre Hagen, que passa por uma fase conturbada da sua vida, enquanto busca criar seus filhos e apresenta uma grande obsessão por descobertas, mesmo longe dos campos de escavações. Contudo, é através de suas crenças, em um momento de desconfiança,  que tudo acaba ganhando um contexto na trama, quando sinais de um tesouro se fazem presentes.  E de tal forma, o espectador também é transportado para uma expedição com o protagonista e seus dois filhos, mas nada parecia exatamente como previsto.

A verdade é que o filme utiliza de uma mistura entre uma lenda Viking, assim como de modificações para apresentar o projeto nas telas. É em um espaço de água que suas principais cenas acontecem, assim como a presença de sinais de batalhas são mostradas. Contudo, nesse ponto o mesmo começa a mostrar suas falhas. A construção de personagens é interessante, o contexto também, o elenco consegue alcançar um objetivo, mas a execução falha. Não por modificar uma lenda, mas por apostar em monstros para isso.

Outro fato é esperado pelo título quando se conhece o termo usado no nome, mas o que acaba sendo apresentado é uma espécie de Pânico no Lago sem grande apresso ao que poderia ser grande, conseguindo apenas entreter em certos momentos e apresentar tensões na tela. Uma produção que preferiu seguir termos hollywoodianos ou invés de mostrar algo que poderia ser engrandecedor se fosse trabalhado corretamente, servindo  apenas como uma distração, mostrando aventuras, trabalhando o relacionamento familiar, mas ignorando sua inspiração de descobertas e deixando muito a desejar em sua abordagem. Não é ruim, mas poderia ter outro nome e se apresentar como uma aventura desde seus primeiros momentos, sem decepcionar tanto durante sua evolução.

Classificação:

- Publicidade -

Notícias relacionadas

RAGNAROK | EM DVD / BLU-RAY
Marco Victor
Fundador do Jornada Geek, e formado em jornalismo desde 2012, mas também um grande amante de filmes e antigo frequentador de locadoras. Outras paixões também existentes estão em Séries de TV, HQs, Games e Música. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC apesar de ter o Batman e As Tartarugas Ninja como os seus heróis favoritos.
- publicidade -

Jornada Geek + Lolja

Últimas Notícias

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here