-publicidade-

O REI DO SHOW | CRÍTICA

Filme estreia dia 25 de dezembro nos cinemas, mas já está tendo sessões de pré-estreias pelo Brasil.

pôster do filme O Rei Do Show
Divulgação

Classificação:
Nota ótimo

O cinema musical está vivendo um grande momento nos últimos anos, em 2012 tivemos Os Miseráveis, em 2016 tivemos La La Land, sendo que esses dois filmes atingiram sucesso entre a crítica especializada e nas grandes premiações. E esse ano chegou aos cinemas O Rei do Show.

O filme é baseado em uma história real, mostrando a ascensão de P.T. Barnum, que de morador de rua passa a se tornar um dos maiores showmans existentes. Barnum atinge  o sucesso com o seu circo que tem como atrações principais pessoas excêntricas, como os gêmeos siameses e a mulher barbada.

Mostrando uma clássica história do homem pobre perseguindo o seu sonho de riqueza, O Rei do Show apresenta uma história bonita, mas ao mesmo tempo sem grandes surpresas no seu roteiro, com os seus maiores conflitos sendo decorrentes da grande ambição do seu protagonista.

Sobre o seu elenco, as escolhas foram bem certeiras nesse quesito, Hugh Jackman faz um ótimo trabalho, fazendo nos esquecer de sua figura de ator de ação e enxergarmos um ótimo performer musical. Zac Efron também mostrou a sua já conhecida desenvoltura para musicais. Mas o meu destaque vai para as atrizes mirins Austyn JohnsonCameron Seely que fazem os papéis das filhas gêmeas de Barnum e mostram um ótimo contraste sendo uma delas, uma sonhadora, que deseja o prestígio de suas colegas assim como o seu pai, e a outra sendo mais despreocupada e vivendo o momento, algo que vemos mais em sua sua mãe.

- publicidade-

Conhecemos pouco das histórias dos integrantes dos circos, alguns ainda têm alguma pequena apresentação, mas isso espelha a falta de interesse que P.T. Barnum demonstra, principalmente no início, por essas pessoas, as usando como um instrumento para o seu sucesso, algo que o filme tenta mascarar bem mostrando como uma representação das diferenças. Esse é um aspecto muito interessante do filme, já que gera pensamentos e discussões sobre o caráter do seu protagonista, seria ele um charlatão como esses apresentadores de programa de variedades e sensacionalismo que vemos por aí na televisão? Ou seria ele realmente apenas um sonhador e artista que leva felicidade e alegria às pessoas?

A fotografia do filme é uma das suas maiores proezas, ainda na sua parte inicial já somos agraciados por um plano onde a família de Barnum se encontra reunida na laje, com vários lençóis estendidos e com uma visão magnifica de toda a cidade. E em todo o decorrer do filme presenciamos belos planos, principalmetne em suas coreografias.

O Rei do Show se mostra um ótimo filme por fazer o seu papel de musical e entregar grandes coreografias e músicas para o público, as canções são feitas para grudarem na  cabeça e não saírem mais, Pasek e Paul  (La La Land) são os maiores responsáveis por isso, sendo os compositores do filme. As coreografias junto com a bela fotografia dão a sensação de espetáculo que é o que esperamos de um musical.

- publicidade -

Por fim, O Rei do Show se mostra como um ótimo entretenimento para esse fim de ano, nessa época festiva não há nada melhor do que ver um grande espetáculo com uma bonita história, que encanta os olhos de quem assiste.

Confira também: Hugh Jackman canta música do filme em vídeo legendado

Rebecca Ferguson, Zendaya e Michelle Williams também estão no elenco. Michael Gracey dirige o filme.

The Greatest Showman será lançado em 25 de dezembro no Brasil.

Não deixe de acompanhar as novidades e atualizações diárias do Jornada Geekno  facebooktwitter e instagram.

-publicidade-

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

541,086FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
22SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,443SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: O REI DO SHOW | CRÍTICA

Últimas Postagens