- publicidade -

- publicidade -
InícioCríticaKICK-ASS 2 | EM DVD / BLU-RAY

KICK-ASS 2 | EM DVD / BLU-RAY

Kick-Ass 2
Kick-Ass 2

Desde seu lançamento ainda nas HQs Kick-Ass chama atenção. Muito se deve ao fato de que ela apresentou novos personagens, uma nova perspectiva e novas características, mas a violência nunca ficou de fora do destaque. Sem acompanhar os modelos mais tradicionais da Marvel e DC, logo a trama se destacou pela presença de uma violência mais elevada, algo que não ficou de fora do seu filme. Batendo de frente com o comum, assim como aproveitando algumas características e tirando sarro de outras, a história logo acabou nas telas com um estilo único e chamativo. Dessa vez o protagonista não é super treinado, apanha pra caramba e quase morre. Contudo, ele tem força de vontade e erra, sendo mais humano e comum, conseguindo uma ótima proximidade ao espectador.

Após os acontecimentos do primeiro filme, Dave procura levar sua vida normalmente, mas logo se vê persuadido por Hit Girl. Logo ele começa a treinar com a garota e aprendendo o essencial para combater o crime. Contudo, quando sua parceria decide esquecer a luta contra o crime e depois que a insana bravata de Kick-Ass (Aaron Taylor-Johnson) inspira uma nova leva de heróis mascarados independentes, liderados pelo Coronel Estrelas e Listras (Jim Carrey), nosso herói junta-se a eles na luta pela justiça. Mas, quando os super-heróis amadores começam a ser desmascarados e caçados por Red Mist (Christopher Mintz-Plasse) – ressucitado como Mother F!?ker – somente a treinada e bem armada Hit Girl (Chloe Grace Moretz) poderá impedir sua destruição, retomando sua luta e unindo forças aos sobreviventes do grupo.

Foi exatamente o estilo de contar o que se passava sucesso de Kick-Ass. Sua mistura dentro do gênero e a evolução do seu roteiro chamou atenção para o caminha de uma continuação nos cinemas, que chega anos após a estreia de seu primeiro capítulo nos cinemas, mas com a mesma pegada e direção. A narrativa não dá uma perspectiva de tempo passado, mas te mostra que os personagens evoluíram e cresceram entre uma produção e outra. Ou seja, mesmo trabalhando os mesmos detalhes dentro do gênero, eles tem atitudes um pouco diferentes, correspondendo com suas idades e os momentos de suas vidas. Fora isso, a fotografia é um ponto que acaba se destacando, já que busca sempre ambientar as cenas como se fosse uma grande história em quadrinhos, principalmente nos momentos em que a ação acontece.

O interessante mesmo dessa continuação é ver como cada um dos seus personagens antigos reagem, assim como também a adição dos novos. A atriz Chloë Grace Moretz talvez seja intérprete de um dos melhores elementos da trama, mas não apenas pelo que a Hit Girl conquistou na primeira produção. Além de todo o peso que vem do primeiro longa, sua personagem é a que está na fase adolescente, com indecisões e em certos momentos isso é até abordado, mesmo que seja de forma irônica para o público simplesmente rir. Já Aaron Taylor-Johnson tem em suas mãos algo diferente do primeiro, já que Kick-Ass não é mais um simples adolescente barrigudo e toma a decisão de ser um herói, incluindo treinamentos em sua rotina. Contudo, sua vida adulta é abordada em cima das consequências dos seus atos e a  demonstração de peso do seu papel na sociedade do filme.

É claro que outros acertos fazem parte da continuação, como o retorno de Christopher Mintz-Plasse utilizando um novo nome de vilão, mas agindo em busca de vingança. O interessante do lado “obscuro” é que o espectador não consegue levar o seu líder a sério. Mother F!?ker é um garoto mimado, deixando para o seu de vilões o lado devastador e macabro. Por falar nisso, as adições para ambos os lados também acabam sendo interessantes. Não apenas pela união apresentada ou a loucura dos novos heróis e vilões, mas por mostrar como a sociedade passou a ter uma visão diferente dentro da história proposta, com diversos nomes surgindo e causando o grande boom que é mostrado em crescimento durante todo o segundo filme.

Jim Carrey também foi uma grande adição ao elenco, já que o mesmo sempre soma em projetos que conseguem mexer com o gênero de comédia. Na verdade, seu personagem ocupa um lugar deixado por Big Daddy no primeiro filme e por Hit Girl no atual, enquanto a jovem tenta se adaptar a uma vida comum. Contudo, logo que ela volta a ação tem um novo ânimo, deixando um pouco os dramas trabalhados de lado e mostrando talvez o que seja a melhor e maior lição de Kick-Ass: ele não foi criado para ser levado a sério, mas apenas para funcionar como um bom entretenimento ficcional, passando por cima de situações engraçadas, fazendo referências ao mundo pop e superando preconceitos contra uma produção sangrenta.

Classificação:
Bom

- Publicidade -

Notícias relacionadas

KICK-ASS 2 | EM DVD / BLU-RAY
Marco Victor
Fundador do Jornada Geek, e formado em jornalismo desde 2012, mas também um grande amante de filmes e antigo frequentador de locadoras. Outras paixões também existentes estão em Séries de TV, HQs, Games e Música. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC apesar de ter o Batman e As Tartarugas Ninja como os seus heróis favoritos.
- publicidade -

Jornada Geek + Lolja

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui