-publicidade-

JUMANJI: BEM VINDO À SELVA | CRÍTICA

O longa estreia no dia 4 de janeiro nos cinemas.

Classificação:

Nota ótimo

Pôster de Jumanji: Bem Vindo à SelvaContinuando com uma tradição de sequências e visitas à antigos clássicos do cinema, o conhecido jogo de tabuleiro Jumanji volta às telas de cinema. 20 anos após a estreia de seu antecessor, o filme Jumanji: Bem Vindo à Selva leva, pela primeira vez, o espectador para dentro do ambiente do jogo e abre espaço para um novo mundo dentro da conhecida história de 1995, estrelada por Alan Parrish (Robin Willians)

Na trama da sequência, quatro adolescentes, forçados a limpar um porão, descobrem uma versão eletrônica de Jumanji, um videogame de aventura inspirado no antigo jogo de tabuleiro. Após escolherem avatares, o grupo é inesperadamente transportado para dentro do universo do jogo.

Contando com um roteiro leve e humorístico, a sequência do filme de 1995 consegue capturar o espírito de seu antecessor. Apesar de apresentar seus personagens adolescentes de maneira superficial – como realmente são no longa -, Jumanji: De Volta à Selva não se preocupa em fazer uma homenagem constante ao filme estrelado por Robin Williams, e apresenta alguns paralelos e easter eggs ao longo da trama. Vale destacar que a explicação de como o jogo de tabuleiro se tornou uma fita de vídeo game é aceitável, se transmutando após a percepção de que não convidaria mais um possível jogador em seu antigo formato.

Se utilizando o formato de vídeo game, o filme apresenta uma estrutura narrativa familiar ao gênero, contando com cut scenes – cenas explicativas – e personagens secundários programados para interagir com os avatares. O diretor Jake Kasdan acertou em seu comando e fez com que todos os elementos da produção contribuíssem para uma aventura divertida durante as quase 2 horas de filme.

- publicidade-

Partindo para seus personagens, é interessante ver a dinâmica entre os adolescentes dentro e fora do jogo. Contando com quatro esteriótipos, Spencer (Alex Wolff)Fridge (Ser’Darius Blain)Bethany (Madison Iseman)Martha (Morgan Turner) trazem um contraste entre si, o que lembra o clássico O Clube dos Cinco.

Além disso, os mesmos apresentam uma diferença física e intelectual em relação aos avatares que foram escolhidos por cada um, colocando em oposição os “poderes” e “fraquezas” de cada um dos adolescentes visualmente representadas pelas suas versões do jogo – interpretadas por Dwayne “The Rock” JohnsonKevin HartJack BlackKaren Gillian. Os nerds se tornam os personagens forte do jogo, enquanto os populares assumem o suporte.

Outra interpretação que se pode ter deste contraste é a imagem que às vezes queremos passar àqueles que nos vêem em oposição a quem realmente somos – coisa que é feita no filme no momento em que os jovens selecionam seus avatares. Aqui, o destaque vai para o quarteto que dá vida aos personagens do jogo: JohnsonHartBlackGillian. Os atores funcionam juntos e trazem uma interação divertida e descontraída para um filme já conhecido por sua característica de aventura e diversão. O ator Nick Jonas chega para adicionar ao grupo, trazendo um paralelo com o personagem Alan Parrish em sua própria versão do humano preso dentro de Jumanji.

- publicidade -

A fotografia é mais um elemento que funciona como narrativa. Com planos e sequências que lembram os jogos da atualidade, o recurso é utilizado para dar ainda mais imersão ao mundo apresentado e proposto pelo longa, fazendo com que o espectador realmente acredite e aceite a realidade proposta.

Por fim, marcado por sua música tema, Jumanji: Bem Vindo à Selva é um ótimo entretenimento para o começo do ano. O longa se mostra uma verdadeira e divertida aventura que não pode deixar de ser assistida e apreciada pelos fãs do original. Agora é a sua vez de entrar nessa selva.

Confira também: Jack Black revela ideia para o terceiro filme

Dwayne “The Rock” Johnson, Karen Gillan (Doctor Who), Kevin HartRhys DarbyNick Jonas, Jack Black (Escola de Rock)Ser’Darius Blain, Madison Iseman, Alex Wolff e Morgan Turner estão no elenco da continuação de Jumanji.

O diretor Jake Kasdan (Professora Sem ClasseSex Tape – Perdido na Nuvem) trabalhou no roteiro da produção ao lado de Scott Rosenberg, com Jeff Pinkner, produtor executivo de projetos como Lost e Fringe, ocupou o cargo de consultor.

Chris Van Allsburg, escritor do livro no qual a trama original foi baseada, foi um dos produtores executivos do novo longa, ao lado de Ted Field Mike WeberMall Tolmach Bill Teitler são os produtores.

Jumanji: Welcome to the Jungle tem previsão de estreia para o dia 04 de janeiro no Brasil.
- publicidade -

Não deixe de acompanhar todas as novidades e atualizações diárias do Jornada Geek no facebooktwitter e instagram.

-publicidade-

Notícias relacionadas

JUMANJI: BEM VINDO À SELVA | CRÍTICA
Amanda Vizagre
Formada em Audiovisual, sua aventura no Jornalismo começou justamente com um convite para escrever no Jornada Geek. Amante da sétima arte, tem "Chaplin", o musical "Billy Elliot" e a série "24 Horas" dentre as suas produções favoritas. Na música, tem um gosto eclético e prefere deixar a escolha para o momento. E no universo de heróis, a trilogia "Batman" é sua escolha a qualquer momento, mesmo que a maioria dos seus heróis favoritos estejam na Marvel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

541,368FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
22SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,443SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: JUMANJI: BEM VINDO À SELVA | CRÍTICA

Últimas Postagens