-publicidade-

GUARDIÕES DE GALÁXIA | CRÍTICA

091É fácil lembrar de quando os primeiros heróis da Marvel apareceram nos cinemas em tempos recentes, deixando de lado aquelas versões mais antigas de Thor, Hulk, Capitão América e etc. Como a casa das ideias não tinha um estúdio próprio, grandes nomes do seu público acabaram em outros estúdios. Personagens que poderiam ser construídos para verdadeiros sucessos desagradaram aos fãs, promovendo um grande desgosto. A mudança aconteceu quando a própria decidiu investir pesado na sétima arte, passando a comandar as produções dos seus filmes, que pouco tempo depois teriam como retorno a Marvel Studios. Agora, com o controle absoluto de grande parte dos seus personagens, a visão é outra. Nomes vão ganhando forma nas telas, sempre buscando uma expansão ao universo construído. Uma das maiores provas disso? Guardiões da Galáxia.

Após sofrer uma grande perda na infância e ser abduzido, agora o impetuoso aventureiro Peter Quill (Chris Pratt) se vê como objeto de uma caçada implacável após roubar uma misteriosa esfera cobiçada por Ronan (Lee Pace), um vilão poderoso com ambição que ameaça todo o universo. Para fugir do determinado Ronan, após uma grande confusão no planeta Xandar, Quill é forçado a fazer uma complicada aliança com um quarteto de desajustados na cadeia — Rocket (Bradley Cooper), um guaxinim atirador, Groot (Vin Diesel), uma árvore mutante humanoide, a mortal e enigmática Gamora (Zoë Saldaña) e o vingador Drax (Dave Bautista), o Destruidor. Contudo, quando Quill descobre o verdadeiro poder da esfera e o perigo que ela representa para o cosmo, ele deve fazer seu melhor para reunir seu grupo desorganizado para uma última e desesperada resistência — com o destino da galáxia em jogo.

É de fato interessante quando um projeto cinematográfico decide seguir uma linha de desenvolvimento em que o drama, ação e cômico acabam se misturando. Claro, a Marvel já deu provas de que consegue utilizar isso ao seu favor, mas nessa caso tudo acabou sendo abordado de uma forma completamente distinta, ainda mais quando trata-se de personagens que não são representados por um único planeta.

Entretanto, o roteiro de Guardiões da Galáxia sabe exatamente o caminho que deve seguir desde a cena em que apresenta seus protagonistas. Quill está ao centro da trama, mas isso não significa que as perdas dos seus companheiros fique de lado. Aliás, muito pelo contrário, já que desde o momento das apresentações como presos, o espectador acaba conhecendo a origem de cada um, para em seguida ir descobrindo como eles que sofreram no desenrolar das suas vidas. Com isso, o restante da produção vai acompanhando a abordagem necessária, com uma direção bem feita, guiada de uma forma precisa para ficar entre os três gêneros citados anteriormente. A fotografia é utilizada da forma certa, capturando cada movimento de seus protagonistas em um mundo vivo, colorido, até mesmo quando aqueles que foram feitos em computação merecem um simples destaque ao fundo.

Por falar nisso, tal característica gráfica é representada de uma forma perfeita, desde a criação de ambientes aos animais grotescos que precisam ser mostrados. Outra questão interessante é o fato de que não somente a música, como muitas referências às décadas de 70, 80 e expressões simples acabam servindo de grande alívio cômico em certos momentos da produção. Para complementar todas essas características, o elenco se mostra muito entrosado nas circunstâncias necessárias, incluindo até mesmo Groot e Rocket. A perfeição é tanta no ponto da interatividade, que ambos foram criados por efeitos visuais, mas acabam roubando cenas completas com piadas, decisões e atitudes, independente do objetivo.

 É cada vez mais gratificante observar a expansão do universo Marvel nas telas. A forma com que o estúdio trabalha para desenvolver suas tramas, sempre buscando expansão, nunca isolando uma história, é encantador. No caso de Guardiões da Galáxia tudo, desde a primeira cena, é trabalhado de uma forma certa para desenvolver o mundo longe da terra, mas dentro da mesma linha temporal. Fora isso, vale lembrar que o filme foi uma verdadeira aposta, sendo que é considerável ressaltar sua campanha de divulgação em cima de piadas para lembrar que o grupo é desconhecido do grande público, mesmo possuindo personagens mais antigos que muitos outros heróis da editora.

- publicidade-

Algumas pequenas falhas existem, até pelo fato de que certas fórmulas são repetidas, mesmo que ainda consigam atingir o seu objetivo de uma forma única. Fora isso, outro ponto de grande impacto é o fato de que essa talvez seja a trama com mais sequências de ação em um filme de heróis nos tempos recentes. Entretanto, o contexto é muito bem trabalhado para isso, sabendo como utilizar alívios necessários no desenvolvimento e provando o valor do projeto até sua última cena. Além disso, ainda temos aquele sentimento de que a produção mais uma vez prepara o público para outro título, sendo dessa vez, provavelmente, Os Vingadores 3. Mais um ótimo entretenimento, que contém aquelas famosas cenas pós-créditos.

Classificação:
Excelente

- publicidade -
- publicidade -
-publicidade-

Notícias relacionadas

GUARDIÕES DE GALÁXIA | CRÍTICA
Marco Victor
Fundador do Jornada Geek e formado em Jornalismo, mas também um grande amante de filmes e antigo frequentador de locadoras. Outras paixões também existentes estão em Séries de TV, HQs, Games e Música. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Banda preferida? São muitas, mas Slipknot ocupa um lugar especial. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC apesar de ter no Batman e As Tartarugas Ninja como os seus heróis favoritos.

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu achei o filme divertido e tudo mais mas não a ponto de gostar tanto assim, me diverti com o filme mas achei que ele foi um introdutório para vingadores 2 e 3 quer ler mais sobre o que achei entra em http://www.noobland.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

543,196FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
20SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,475SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: GUARDIÕES DE GALÁXIA | CRÍTICA

Últimas Postagens

Um Natal Nada Normal | Conheça a nova minissérie alemã da Netflix

Com o seu desenvolvimento já anunciado há algum tempo, a minissérie alemã Um Natal Nada Normal foi lançada recentemente pela Netflix. E assim, agora...

Noelle | Conheça o filme de natal do Disney+ com Anna Kendrick

Com o seu lançamento já tendo acontecido há algum tempo nos EUA, o filme Noelle chegou recentemente ao catálogo do Disney+ no Brasil. E...

The Mandalorian | Série revela o verdadeiro nome e história do Baby Yoda

Atualmente já tendo exibido mais da metade da sua 2ª temporada, a série The Mandalorian segue em alta na mídia por conta do lançamentos...

Vozes | Conheça o novo filme de terror da Netflix

Com o seu desenvolvimento já confirmado há algum tempo, o filme Vozes foi recentemente lançado pela Netflix. E assim, agora reunimos abaixo alguns dos...

Virgin River | Série da Netflix ganhará 3ª temporada? Confira o que sabemos

Com o seu desenvolvimento confirmado há alguns meses, a 2ª temporada da série Virgin River foi recentemente lançada pela Netflix. E claro, aos poucos...