- publicidade -

- publicidade -
InícioCríticaEM DVD / BLU-RAY: OBLIVION

EM DVD / BLU-RAY: OBLIVION

Oblivion
Oblivion

Algo confuso: Uma produção receber o mesmo nome de outro projeto. Lembro muito bem quando isso aconteceu com Oblivion, já que alguns fãs do jogo acharam que era sua adaptação, mas se tratava de uma Sci-Fi. Por sinal, o filme é de alguma forma retomada ao gênero, que está muito abandonado no cinema, mas apenas se você for levar em conta as décadas de 70 e 80. Contudo, parece que aos poucos as ficções estão voltando. Produções como Star Trek, Prometheus, Transformers e Eu Sou o Número Quatro, começam a surgir criando uma certa expectativa ao público. É claro que o gênero puro ainda faz falta, mas aos poucos ele começa  a ser retrabalhado. Este é um projeto que trabalha elementos antigos, com apocalipse, temática alienígena, ação, conhecimento e lembranças. É aquele velho e bom filme que te apresenta o passado, para mostrar a personagem vivendo em um mundo totalmente devastado. Uma introdução clássica para o futuro que o espectador vai conhecer.EM DVD / BLU-RAY: OBLIVION

A trama começa com sonhos de um passado que pode nunca ter existido. Em seguida, somos apresentados ao ano 2077. Jack Harper (Tom Cruise) é o responsável pela manutenção de equipamentos de segurança em um planeta Terra irreconhecível, visto que a superfície foi destruída devido a confrontos com uma raça alienígena. O que restou da humanidade vive hoje em uma colônia lunar. Jack e, sua parceira, Vika (Andrea Riseborough ),  estão de partida para este local em duas semanas, já que estão perto de terminar seu trabalho na Terra. Os sonhos dele ainda incomodam, algo que não deveria acontecer. Contudo, em um dia qualquer de trabalho, Harper encontra uma espaçonave que traz uma mulher dentro. Ao conhecê-la, tudo o que ele sabe até então é posto em dúvida. É o início de uma jornada onde o protagonista precisará descobrir o que realmente aconteceu no passado.

A direção do filme é muito distinta desde o seu início. O trabalho de Joseph Kosinski já é algo conhecido desde Tron – O Legado, mas em Oblivion ele consegue ousar ainda mais. Durante o decorrer da trama o espectador pode observar planos completamente abertos, com a intenção de mostrar o quanto o mundo foi devastado após as batalhas citadas no seu início. É simplesmente fantástica a reprodução de locais que são considerados monumentos, completamente destruídos. O Estrago é grande, e o roteiro se encaixa perfeitamente com a descrição das imagens. Tudo o que é citado desde o começo faz muito sentido em seu decorrer, mas os mistérios são mantidos em um ponto certo para a sua evolução. Os efeitos também são impecáveis, assim como uma trilha sonora leve, que faz parte da composição do projeto e de sua visão como um todo.

Outro ponto muito positivo: O Elenco. É claro que não existe uma lista extensa, o mundo “acabou”, a terra está praticamente inabitável. Contudo, nomes como Tom Cruise sempre ajudam no andar de uma produção. Além de interpretar o protagonista, o ator é dono de uma carisma incrível. Em poucos minutos você já fica “amigo” de seu personagem, torcendo sempre pelo seu sucesso. A atriz Andrea Riseborough também cumpre com o seu papel, deixando o espectador sempre apreenssivo por ser tão centrada nos regulamentos. Eles não parecem combinar, não dá para torcer por isso. Contudo, outros nomes ainda estão envolvidos no elenco, destaques para Morgan Freeman e Olga Kurylenko. Estes 4 são os príncipais nomes da trama, e é impressionante como conseguem segurar o filme todo tranquilamente.

É claro que já é uma estória batida. Fim do mundo, invasão alienígena, poucas pessoas sobreviventes, mas não tinha como ser diferente. O filme comete seus pecados, deixa algumas dúvidas em seu enredo, mas também faz isso para que você também consiga tirar conclusões. Isso é uma diversão, é um causar efeito em seus pensamentos. É algo que faz o público ficar pensativo, imaginando se as conclusões estão certas, mesmo gostando de acreditar que sim. Contudo, nem todos pensam da mesma forma e outras conclusões também vão ser tiradas pelo público, mas, dessa vez, isso é legal. Quando um filme apresenta motivos para intrigas, isso ajuda muito a desenvolver uma percepção maior do seu resultado. Oblivion parece tentar atingir o seu objetivo assim, mostrando aos espectadores não algo sem qualquer sentido, mas uma possibilidade de lembranças, saudades e sentimentos humanos. Não é um estouro, com 90 minutos de ação, mas tem o seu desenvolvimento crescente e aos poucos objetivo.

Classificação:

pac4 legenda

- Publicidade -

Notícias relacionadas

EM DVD / BLU-RAY: OBLIVION
Marco Victor
Fundador do Jornada Geek, e formado em jornalismo desde 2012, mas também um grande amante de filmes e antigo frequentador de locadoras. Outras paixões também existentes estão em Séries de TV, HQs, Games e Música. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC apesar de ter o Batman e As Tartarugas Ninja como os seus heróis favoritos.
- publicidade -

Jornada Geek + Lolja

Últimas Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui