-publicidade-

EM DVD / BLU-RAY: MAMA

Mama
Mama

Sempre que um filme novo de terror surge, muita expectativa e especulações acabam aparecendo também. Hoje em dia o gênero é  diferente, ele mudou. Não adianta, você não vai mais conseguir observar nascimento de maníacos marcantes como Jason, Freddy, Chucky ou Myers. Contudo, algumas tramas interessantes ainda podem ser contadas. O terror virou um suspense, nada mais do que isso. Contudo, de tempos em tempos, algo novo sempre pode surgir. Provas marcantes disso são O Chamado e o Labirinto do Fauno, mas o segundo não pode ser comparado com nada. O motivo? A produção virou uma lenda sem tamanho, ainda mais por conseguir alcançar e ultrapassar todas as expectativas do público.

O nome por trás de O Labirinto do Fauno é um dos nomes mais fortes atualmente para o mercado cinematográfico. Guilhermo del Toro consegue mostrar serviço em qualquer gênero, mas nada de simplicidade. É claro, o diretor/produtor/roteirista e escritor apresenta uma grande facilidade no seu modo de apresentar, mas é ele. Em MAMA ele também se faz presente, mas apenas como o produtor que comprou o projeto de um curta, que  virou longa. É comum hoje em dia, basta prestar atenção.

Por ser o curta no início, a produção vai de forma simples é direta ao ponto proposto. Quando o pai de Victoria e Lilly acaba sendo uma das vítimas da bolha americana, ele perde o controle, mata os seus sócios, a mãe das garotas e foge com as crianças. Em uma estrada, correndo em alta velocidade, o carro derrapa e causa um acidente. Após isso, eles seguem para uma cabana no meio da floresta, mas não estavam sozinhos.  Durante cinco anos, ninguém tem notícia do paradeiro das crianças ou do pai, até o dia em que elas reaparecerem, sem explicar como sobreviveram sozinhas. Os tio das duas, Lucas (Nikolaj Coster-Waldau), e sua namorada, Ananabel (Jessica Chastain), adotam Victoria (Megan Charpentier) e Lilly (Isabelle Nélisse) e tentam dar uma vida tranquila para as crianças, mas logo eles percebem que existe algo errado. As duas conversam frequentemente com uma entidade invisível, que chamam de “Mama”. O que é verdade? O que é mentira? Apenas o tempo pode confirmar…

O filme já começa de forma interessante desde o seu início, sendo direto ao ponto e apresentando seus fatos e consequências. É claro, todos os fatos que envolvem o desenvolvimento da produção devem ser considerados. Contudo, logo após a cena de introdução algo interessante aparece. Desenhos são mostrados nos créditos iniciais, apresentando uma espécie de linha do tempo de criação e criando o primeiro impacto. A produção não  é de alta qualidade, mesmo tendo um elenco adulto apresentável e de destaque em outros trabalhos de sua carreira. Os efeitos não são fantásticos, mas conseguem cumprir muito bem o seu objetivo, até mesmo acrescentando um ar fantasmagórico a tudo. Entretanto, o ponto alto gira em torno do roteiro e da fotografia, sendo que a última alterna até na sua coloração, luz e textura para mostrar fatos de épocas distintas. Quanto a trilha sonora? Simples: terror + Guilhermo del Toro.

A montagem, narrativa e história do filme merecem um destaque especial em tudo. Todos os aspectos técnicos são ampliados por conta do modo com que a trama é distribuída e contada. E olha, quando algo é bem contato, não importa o seu gênero. Através da evolução crescente no decorrer do roteiro, tudo é aplicado de forma direta para melhorar diversos aspectos. A fotografia saí da simplicidade do terror, se tornando algo de época nos momentos que precisa abordar a entidade “protagonista” que dá nome ao filme. É através do seu ponto de vista que o público conhece os dois lados da moeda, não apenas um, algo muito positivo para a evolução do contexto apresentado, fazendo com que novos motivos se tornem parte de tudo.

- publicidade-

Enquanto isso, as duas jovens protagonistas acabam roubando a cena. Não adianta, é o típico caso de roubar uma produção para si. Nem mesmo Jessica Chastain consegue se sobrepor as jovens, mas o fato também se deve ao modo com que tudo é construído no momento certo, mas com muita eficiência. A lenda que ronda as crianças e sua “educadora” é muito forte, com pilares muito bem estruturados e desenvolvidos. O maior destaque acaba na jovem Isabelle Nélisse, responsável pela interpretação de Lilly. Ela consegue chamar muita atenção, tanto pelo seu modo de expressar os sentimentos com sinceridade, quanto ao modo de encenar gestos. Os sustos? Não são muitos, mas nada diminuí o efeito do filme sobre o espectador, que encontra em sua história o verdadeiro motivo para acompanhar MAMA até o final.

Classificação:

muito bom filme

- publicidade -
- publicidade -
-publicidade-

Notícias relacionadas

EM DVD / BLU-RAY: MAMA
Marco Victor
Fundador do Jornada Geek e formado em Jornalismo, mas também um grande amante de filmes e antigo frequentador de locadoras. Outras paixões também existentes estão em Séries de TV, HQs, Games e Música. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Banda preferida? São muitas, mas Slipknot ocupa um lugar especial. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC apesar de ter no Batman e As Tartarugas Ninja como os seus heróis favoritos.

2 COMENTÁRIOS

  1. Lendo a critica e concordando com tudo.. exceto pela parte que fala sobre qualidade do filme e efeitos especiais, que eu entendo que foi feita daquela forma propositamente. Posso ate citar a Bruxa de Blair, como um exemplo de filme “mal feito” e que particularmente assustou muito mais que os outros novos que ja lacaram atualmente. Portanto, acho que foi feito com o intuito de mostrar uma coisa mais real, apesar de destacar sobre o exagero mal feito no fim,rs.. mas o filme ganhou meu like que nao vale nada alem de um like mesmo.. kkk Parabens Brother

    • Sim, talvez até tenha sido a intenção da produção. O filme é obscuro, mas poderiam ter melhorado apenas na aparência da MAMA em alguns certos momentos…
      A Bruxa de Blair não tinha os recursos que eles tiveram, mas mesmo assim o filme foi bom, como destacado no texto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

545,305FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
21SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,479SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: EM DVD / BLU-RAY: MAMA

Últimas Postagens

Things I Know to be True | Nicole Kidman irá estrelar nova série da Amazon

Trabalhando cada vez mais no desenvolvimento de projetos originais, aos poucos o Amazon Prime Video vai realizando alguns anúncios. E entre eles, o mais...

O Clube das Babás | Série é renovada para a 2ª temporada pela Netflix

Alguns meses após ter sido lançada pela Netflix, agora a série O Clube das Babás voltou a ganhar novidades. E como já vinha sendo...

Tom Swift | Spin-Off de Nancy Drew está em desenvolvimento na CW

Com a 2ª temporada de Nancy Drew já confirmada, agora seu spin-off, Tom Swift, começa a ser destaque na mídia. E assim, as novidades envolvem o...

Tiny Toon Adventures | HBO Max encomenda reboot da animação

Sendo exibida entre 1990 e 1992, a série animada Tiny Toon Adventures volta a ser destaque na mídia. E assim, agora as novidades envolvem...

Star Wars: Squadrons | Review – Vale a pena jogar?

Classificação: Tendo sido iniciada durante a década de 70 nos cinemas, a franquia Star Wars desde o seu início conseguiu conquistar fãs ao redor de...

12 jogos que estão chegando ao Game Pass nos próximos dias

Antes mesmo do lançamento dos novos consoles, os Xbox Series X e Series S, o serviço de assinatura intitulado Game Pass vai aos poucos...

Freaky: No Corpo de um Assassino ganha novo trailer com trechos inéditos

Com o seu desenvolvimento confirmado há algum tempo, agora o filme Freaky: No Corpo de Um Assassino, estrelado por Katheryn Newton (Detetive Pikachu, The Society) e Vince Vaughn (Os Estagiários),...

Narcos: México é renovada para a 3ª temporada pela Netflix

Meses após o lançamento dos seus episódios mais recentes, a série Narcos: México foi oficialmente renovada pela Netflix para a sua 3ª temporada. O...