A saga de estreias da fall season segue acontecendo em diversos canais, mas é interessante também observar os títulos que já estão retornando para novas temporadas. Querendo ou não, seja por conta de uma lista já grande de compromissos ou pela falta de vontade, sempre deixamos passar algum programa que vale a pena ser acompanhado. No caso de Chicago P.D. não deve ser diferente e muito disso deve ser por causa da grande quantidade de tramas policiais. Entretanto, há algum tempo eles estão apresentando episódios que dentro da sua  temática conseguem surpreender e criar grandes impactos. E agora, chegou o momento da sua 4ª temporada.

Chicago P.DO novo ano segue acompanhando os seus protagonistas após os acontecimentos chocantes do ano anterior, mostrando assim um pouco mais de cada policial da equipe de inteligência liderados por um abalado Hank Voight. Aproveitando tal momento, o episódio de retorno aborda uma verdadeira caça às bruxas, testando assim fidelidades e ligações antigas dentro da equipe. Mas o roteiro não para de chamar atenção por aí, tomando forma e caminhos intensos através de novas situações chocantes em seus casos por episódios.

 Um dos fatores mais interessante dessa série de TV é exatamente a forma com que tudo nela é abordado, sabendo medir o profissional e o pessoal de cada um dos seus personagens. Decisões difíceis são mostradas em cima de muitas situações diferentes, mas com cada personagem tendo o seu espaço de desenvolvimento. Por vezes o foco muda completamente ao longo da trama, já  que o assunto pode afetar mais um ou outro personagem. É intenso, mas interessante perceber que o risco está sempre ali e todos podem ser afetados de qualquer forma.

Já neste primeiro momento, em um início de retorno, os episódios já começaram a prometer mais uma temporada seguindo o modelo intenso do ano anterior. Casos de grande impacto já começaram a surgir, afetando os seus protagonistas de alguma forma. No meio de tantos detalhes, a mudança de rumo quando necessária também é um passo interessante para a sua abordagem. Além de Voight, também é perceptível um maior crescimento de Lindsay e Jay nos últimos capítulos. Olinsky também chama sempre atenção, podendo ser um outro ponto ainda mais explorado. É uma mudança significativa e mais espaçosa para o elenco coadjuvante, com excelentes possibilidades mais pra frente para explorar.

No mais, o seriado sempre deixa muito aquela promessa do que está por vir exatamente por conta do seu formato. Reviravoltas podem acontecer em algum momento, gerando ou não grandes mudanças em sua evolução. A ausência no momento mais sentida é a perca de foco em Antônio, mas as notícias indicam que ele pode ser remanejado para a série derivada Chicago Justice. Sem dúvida alguma uma decisão ousada por conta da sua grande importância no passado da produção, mas que pode alavancar o novo título.

Além disso, casos semanais e chocantes não irão faltar para todos ficarem ligados na equipe de inteligência. Minha grande esperança é que  eles consigam manter o ritmo apresentado, chocando quando necessário através das suas temáticas escolhidas. Em tal ponto a 3ª temporada foi excelente. Agora, entretanto, só nos resta esperar para saber como serão mostradas as próximas situações, além do cotidiano de todos esses personagens. E se você ainda não acompanha, fica aqui ao final essa clara indicação para colocar Chicago P.D. em sua lista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here