-publicidade-

A REBELIÃO DO ROTEIRO | KINOS

O Exterminador do Futuro 3
O Exterminador do Futuro 3

De olho na programação do cinema, me animei a ver o novo Transformers, mas o entusiasmo durou apenas até lembrar que não vi o anterior. Não é conveniente ver continuações sem conhecer os antecedentes, ou boas sacadas da narrativa correm o risco de se perder ou você pode cair na conversa de um sabichão que te explica tudo errado. Pensando nas máquinas, fui ver a programação da televisão e qual não foi a surpresa quando me deparei justamente com uma continuação que não vi, mas que os dois primeiros formam uma boa história. Mesmo com muitas tentativas de dissuasão, resolvi assistir a Exterminador do futuro 3: a rebelião das máquinas.

Quando T2 explodiu nos cinemas, conduzido por uma inovação nos efeitos especiais, uma boa história, um Schwartzenegger no auge e Guns ‘n’ Roses também no ápice, aproveitei uma tarde no SBT pra ver o primeiro filme. Mesmo não sendo um desbunde de filme, o primeiro Exterminador traz um roteiro bem amarrado e é conduzido com boa cadência, num suspense de ficção científica com perseguição do nível de Encurralado, embora menos sutil.

O pano de fundo é a revolta dos humanos contra as máquinas em um futuro dominado pela inteligência artificial. Quando se descobre a tecnologia de viagem no tempo, as máquinas enviam um de seus produtos em série para cortar o mal pela raiz: matar a mãe de John Connor, o líder da resistência, antes dele nascer. O robô Schwartz se aproxima cada vez mais de Sarah Connor e ela se fortalece ao longo da história, a ponto de conseguir sobreviver à pressão e virar o jogo.

Forte e inconformada com a situação é a Sarah Connor internada por problemas mentais que encontramos no segundo filme. Afinal, quem alega ter sido perseguida por um robô do futuro não pode ser normal. Pois é justamente um exemplar do mesmo robô que volta pra salvar John Connor, pseudo-adolescente, quando outra máquina, o avançado T-1000 feito de metal líquido, volta no tempo pra matá-lo. E aí está justamente a grande sacada do roteiro: com as peças encontradas pelo robô esmagado no primeiro filme os cientistas conseguiram avançar na construção das máquinas. Desse modo, era fundamental que todos os robôs fossem destruídos, até o Schwartz que ajudou os Connor, que se mata.

Roteiro perfeito que o candidato ao governo da Califórnia, mais preocupado com votos que com fãs, não entendeu. Vou explicar: não precisava de outro. A estrutura dos três filmes vai como uma escada, daquelas que se abre formando um lambda (nerd?): começa bem, uma boa base; sobe em perfeita ligação para o segundo filme; cai para a outra base no terceiro. Da semente plantada no primeiro e bem germinada no segundo veio a fruta podre do terceiro. Como deixaram isso acontecer? Alguém imaginou que ganharia dinheiro com isso? Se o primeiro tinha uma boa história e o segundo casou seu aprimoramento com efeitos inovadores, o terceiro filme tinha que ter, no mínimo, isso.

- publicidade-

Nem a T-X, que tem esqueleto de Schwarzenegger e pele de T-1000, consegue ter metade da força de Sarah Connor, que não aparece no filme (virou seriado). A inversão que ocorre quando o robô caçador vira segurança é novamente usada, mas numa única cena que mais parece crise de histeria. A chegada do grandão em um bar, como no segundo filme, mostra até um senso de humor, mas bobo demais e incompatível com o filme. O pior: é um senso de humor recorrente na história. Não é proibido brincar com bons filmes, mas o próprio filme fazer disso um besteirol é exagero. E mesmo as frases de efeito do segundo filme voltam sem razão de ser. Além da previsibilidade.

O final, final mesmo, retoma o clima do início, com narração descrevendo o que seria o futuro. Se o filme começasse e acabasse com ela, e mais uma ou duas cenas do meio (nenhuma delas com os robôs), talvez funcionasse, mas não passaria dos cinco minutos. Tentaram salvar a franquia com o quarto filme e vem aí o quinto, mas não tenho pressa pra assistir algum deles.

- publicidade -
- publicidade -
-publicidade-

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

543,230FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
20SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,475SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: A REBELIÃO DO ROTEIRO | KINOS

Últimas Postagens

Noelle | Conheça o filme de natal do Disney+ com Anna Kendrick

Com o seu lançamento já tendo acontecido há algum tempo nos EUA, o filme Noelle chegou recentemente ao catálogo do Disney+ no Brasil. E...

The Mandalorian | Série revela o verdadeiro nome e história do Baby Yoda

Atualmente já tendo exibido mais da metade da sua 2ª temporada, a série The Mandalorian segue em alta na mídia por conta do lançamentos...

Vozes | Conheça o novo filme de terror da Netflix

Com o seu desenvolvimento já confirmado há algum tempo, o filme Vozes foi recentemente lançado pela Netflix. E assim, agora reunimos abaixo alguns dos...

Virgin River | Série da Netflix ganhará 3ª temporada? Confira o que sabemos

Com o seu desenvolvimento confirmado há alguns meses, a 2ª temporada da série Virgin River foi recentemente lançada pela Netflix. E claro, aos poucos...

The Mandalorian | Quem é Ahsoka Tano? A história da personagem que apareceu na série

Atualmente já disponível no Brasil como parte do catálogo do Disney+, a série The Mandalorian segue se destacando cada vez mais diante do público....