-publicidade-

RAZÕES PARA NÃO VER OS FILMES DO OSCAR 2014 (ou vê-los ilicitamente)|KINOS

Ellen DeGeneres
Ellen DeGeneres

Desde os anos 1920 que a grande festa do capitalismo cinematográfico é a premiação da Academia, que embora muitas vezes não entregue o homem dourado ao que o público considera o melhor filme, inegavelmente aumenta a bilheteria dos indicados e, principalmente, do vencedor. Ou dos vencedores, pois isso funciona para todas as categorias. Ainda mais agora, que a lista de filmes indicados pode chegar a dez, decisão declaradamente comercial. Em função disso, me pergunto: por que os filmes do Oscar não passam na minha cidade?

Onde moro existe cerca de meio milhão de habitantes, o que aumenta consideravelmente se somada a população flutuante. É certo que nem todos vão ao cinema, mas temos gente suficiente para visitar as 14 salas de que dispomos (12 em shoppings). As salas estão preocupadas, claro, em ter lucro com a exibição dos filmes, e o Oscar existe para ajudá-las nesse quesito. Parte do que acontece, também não podemos negar, é responsabilidade do público, que permite a uma das empresas ter três de suas cinco salas dedicadas totalmente à saga Crepúsculo, mas seguramente existem espectadores para os indicados durarem mais tempo em cartaz. Vamos a eles.

Trapaça está em cartaz em mais de uma sala. David O. Russell mostra sua capacidade de dirigir atores e levá-los às indicações e aos prêmios pelo terceiro filme seguido. O filme cresce, e quanto mais complexidade ganha a história, melhor ele fica, já que começa um tanto lento, mas não merece começar do meio: Amy Adams e Christian Bale valem cada segundo. Bale, aliás, exibe farta pança e careca próprias, em demonstração da entrega do ator. Amy Adams, mesmo assim, fica atrás de Cate Blanchett em Blue Jasmine, um Woody Allen diferente e nem por isso sem assinatura.

Gravidade mostra uma gota de arrependimento nas salas locais: ficou em cartaz uma semana, deu o que falar e pronto, foi embora. Algumas semanas atrás voltou para mais uma semana, porque foi indicado ao Oscar, e pronto, abandonou a tela de novo. Alguns filmes bestas continuam em cartaz desde antes, mas um forte concorrente ao prêmio de direção não pode mostrar seu trabalho por mais de duas semanas. A saída, neste caso, é mais simples: alugue na locadora, onde o filme já pousou.

A ousadia de Scorsese ainda está em cartaz. DiCaprio, graças ao diretor, convenhamos, está no que parece ser sua melhor forma, mas não sustenta o filme até o final, pois o longa parece ser exatamente isso: longo. A direção é um primor, e o clima descontraído que parece ter ocorrido nos bastidores está estampado em cena, com diálogos pontuais sobre nada que fazem com que os personagens cresçam e se tornem mais realistas. Destaque para toda a sequência do remédio vencido.

- publicidade-

Parte da minha argumentação sobre as salas locais cai por terra porque estive fora por algumas semanas, mas filmes como Nebraska, Philomena e Dallas Buyers Club são apenas um retrato na parede, e por comentários de conhecidos não passaram mesmo disso. Capitão Phillips me foi comentado por mais de uma pessoa, mas nenhuma delas deixou claro se foi ao cinema ou se optou pelo caminho que as salas locais nos oferecem: internet. É pirataria e é ilegal, mas parece incentivada oficialmente.

Faltam poucos dias para a festa de entrega das estatuetas e ainda não comentei sobre os rumos de Her e 12 anos de escravidão, este um dos quentes no páreo, e talvez os cinemas daqui não saibam disso ainda. Talvez não saibam também sobre o Oscar, sobre o incentivo às bilheterias que ele oferece e dos bolões sobre os vencedores. Brasileiro adora fazer bolão, e enquanto os campeonatos de futebol ainda não apontam para o final, a sétima arte leva os favoritos para seu último jogo hollywoodiano. Algumas categorias a gente até aceita chutar, mas pelo menos os filmes é melhor assistir todos. As salas de exibição bem que podiam abrir um pouco a cabeça e pensar nisso com alguma antecedência. Ou liberar o wifi.

- publicidade -
- publicidade -
-publicidade-

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

543,188FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
20SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,474SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: RAZÕES PARA NÃO VER OS FILMES DO OSCAR 2014 (ou vê-los ilicitamente)|KINOS

Últimas Postagens

Maldivas | Netflix anuncia nova série com Bruna Marquezine e Manu Gavassi

Trabalhando constantemente no desenvolvimento de novos projetos, a Netflix segue aos poucos realizando alguns anúncios. E entre eles, o mais recente trata-se da série...

Disney+ | Os filmes e séries que serão lançados no Brasil em dezembro

Como já estamos acostumados, aos os serviços de streaming como Netflix, Amazon Prime e Globoplay geralmente revelam a sua lista de lançamentos antes do...

Utopia | Série é cancelada pela Amazon Prime após a 1ª temporada

Com o seu lançamento tendo acontecido no final de outubro no Brasil, a série Utopia voltou recentemente a ganhar novidades. E desta vez, o...

A Fera | Conheça o filme que está liderando os destaques da Netflix

Trabalhando constantemente na expansão do seu catálogo, a Netflix segue realizando lançamentos semanais e apresentado destaques ao seu público. O mais recente deles foi...

Um Natal Nada Normal | Conheça a nova minissérie alemã da Netflix

Com o seu desenvolvimento já anunciado há algum tempo, a minissérie alemã Um Natal Nada Normal foi lançada recentemente pela Netflix. E assim, agora...