Imagem promocional de O Clube das Babás
Divulgação

Sucesso nos EUA desde a década de 80, a saga literária conhecia como Baby-Sitters Club, ou O Clube das Babás no Brasil, acabou ao longo dos anos tendo duas oportunidades de adaptação: a primeira delas foi uma série para a HBO com apenas 13 episódios, enquanto a segunda foi uma adaptação cinematográfica no estilo clássico da Sessão da Tarde. Agora, anos depois, chegou a vez da Netflix reviver esta famosa franquia que conta com mais de 200 títulos publicados como uma das suas produções originais. E claro, sempre criando expectativas de sucesso.

A trama de O Clube das Babás acompanha através da sua trama o nascer e o desenvolvimento da amizade do quinteto formado por Kristy Thomas (Sophie Grace), Mary-Anne Spier (Malia Baker), Claudia Kishi (Momona Tamada)Stacey McGill (Shay Rudolph)e Dawn Schafer (Xochitl Gomez) a partir do momento em que Kristy tem a ideia de criar um novo empreendimento na cidade de Stoneybrook, em Connecticut, com o objetivo de cuidar de crianças quando seus pais tem que sair de casa.

Mas é claro, nem tudo na vida de 5 jovens conseguiria girar em torno deste objetivo em comum, já que elas estão passando por momentos em suas vidas pessoais em que devem lidar com problemas, e até mesmo situações que desconheciam antes. Entretanto, cada vez mais unidas, elas passam a ajudar umas as outras constantemente.

A primeira coisa a ser destacado sobre O Clube das Babás é justamente que a série mantém a pegada original da duas adaptações anteriores, e até mesmo dos livros, seguindo realmente uma linha muito próxima aos títulos que infanto-juvenis que eram mais comuns na Sessão da Tarde durante a década de 90. Contudo, ainda assim o programa consegue tratar de assuntos delicados de uma forma educativa e delicada como não era possível imaginar em seu início. Mas claro, tudo sempre na visão de mundo destas cinco jovens que estão ainda no início da sua adolescência.

A fotografia, roteiro e direção de O Clube das Babás também não se arrisca muito em seu formato. Com episódios girando em torno de 30 minutos, o aspecto técnico de maior destaque é justamente o ajuste para que todas as protagonistas tenham um espaço mais dinâmico e equilibrado. Com isso, elas então revezam na narrativa dos capítulos que vão sendo apresentados ao lado de temáticas variando desde uma mentira aos pais, passando por diabetes, pais divorciados, a descoberta do amor, entre tantas outras temáticas importantes e atuais.

Entretanto, acima de tudo, o mais encantador da série vem justamente das suas carismáticas protagonistas. Sophie Grace, Malia Baker, Momona Tamada, Shay Rudolph, e Xochitl Gomez provam cena após cena, episódio após episódio, que foram as melhores escolhas possíveis para interpretar Kristy Thomas, Mary-Anne Spier, Claudia Kishi, Stacey McGill, e Dawn Schafer. E acredite, quando necessário, as suas atuações vão ao nível exigido pelo programa. Todas elas também contam com evoluções claras ao longo dos episódios de O Clube das Babás, e assim vão ficando cada vez mais confortáveis em suas personagens, ao ponto de irem até mesmo destacando o jeito único de cada uma delas através das temáticas que vão sendo apresentadas.

Mas então, vale a pena assistir a série O Clube das Babás? 

Se você estiver buscando uma série descontraída, com uma pega mais leve, mas ainda assim educativa e necessária através de olhares diferentes, a resposta é sim. O Clube das Babás se destaca ao longo de toda a sua trajetória justamente pelos pontos que já citamos acima, e isso acontece principalmente por ela conseguir ser desenvolvida por toda a sua equipe de uma forma natural. Ela nunca parece estar forçando algo na cabeça do espectador, mas sempre te surpreende com aquele tapa na cara que você precisa levar em alguns momentos.

Ao final dos episódios da primeira temporada uma mensagem é claramente passada, mas o interessante é como ela poderá ser interpretada por cada pessoa justamente por conta dos seus pensamentos, ações, e modo de olhar para o mundo. É este o tipo de lição que a nova adaptação de O Clube das Babás vai passar para cada um, mostrando assim justamente o motivo do programa já ser considerado uma das novas queridinhas da Netflix e ter encontrado um destaque tão rápido no catálogo de diversos países da plataforma de streaming.

Por enquanto, o nosso desejo é apenas um: a encomenda de uma 2ª temporada desta série que parece ter vindo no momento certo para relaxar, entreter, e ensinar lições para a pessoa mais velha possível através de simples jovens que estão iniciado as suas vidas.

A primeira temporada de O Clube das Babás já está disponível na Netflix

Assista ao trailer da primeira temporada:

Confira também:

* O Clube das Babás | O que esperar da 2ª temporada

* Warrior Nun | O guia definitivo sobre a série da Netflix

Não deixe de acompanhar todas as notícias diárias sobre filmes, séries e games do Jornada GeekAproveite também para curtir a nossa página no facebook, além de nos seguir no twitter e instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here