-publicidade-

Loot boxes: 2K joga pesado na luta contra autoridades belgas

Imagem NBA 2kA desenvolvedora 2K, autora do jogo NBA, divulgou um post em seu site onde convoca seus usuários na Bélgica a “contatar o governo local” para mostrar seu desagrado pela retirada das loot boxes de seus jogos. A notícia foi avançada por vários sites especializados de gaming, entre eles o PC Gamer.

Recorde que a Comissão de Gaming da Bélgica, autoridade encarregada de regular e vigiar a indústria no país, declarou no passado mês de abril que as loot boxes são equivalentes a jogos de cassino e como tal não podem fazer parte de videojogos. Há poucos dias, a Blizzar, criadora de Overwatch, tinha anunciado que iria retirar suas loot boxes deste jogo e também de Heroes of the Storm no mercado belga. A empresa anunciou que não concordava com a decisão, nem com a interpretação da lei que estava sendo feita pelas autoridades belgas, mas que se via forçada a aceitar.

Recordando a polêmica

O fato da 2K convocar a força da opinião pública para forçar seu ponto de vista seria inédita, na história desta “guerra das loot boxes” que já vem desde o ano passado. Overwatch (da Blizzard) havia sido precisamente um dos jogos que havia estado no centro da polêmica, junto com Star Wars: Battlefront 2. Já em novembro de 2017 o ministro da Justiça da Bélgica havia apelado aos restantes países da União Europeia que declarassem as loot boxes ilegais.

Os jogos que apresentam funcionalidades que dão itens randomizados aos seus jogadores, mediante um “sorteio” determinado através de “odds” e de um software RGN (Gerador de Números Aleatórios) semelhante aos das máquinas de caça-níquel, levou a fortes críticas, na mídia e por vários responsáveis políticos em vários países. Só joga quem quer, fato, mas em todos os países há fortes restrições aos jogos de azar para menores (e até para toda a população, como é o caso do Brasil, onde só acessando sites como o cassinosbrazil.com.br se pode jogar), e isso rapidamente chamou a atenção da opinião pública.

Na contramão da indústria

- publicidade-

Ao longo desse ano, foram vários os episódios de desenvolvedoras que anunciaram a retirada de suas loot boxes ou até anunciaram novos jogos sem elas, querendo tirar partido de uma imagem diferente perante o mercado. Forza Motorsport 7 foi um dos casos em que a desenvolvedora acabou cedendo à pressão dos usuários.

Nesse caso, a 2K não só não está querendo desistir como até pretende resistir e virar o jogo, trazendo os usuários para o seu lado e usando-os como força de pressão a favor de suas loot boxes.

Um renomado jornalista da Forbes, Paul Tassi, relatava no primeiro semestre desse ano que essa história estava dando um bom episódio de como a pressão do público pode levar as empresas a adotar padrões de comportamento mais respeitáveis. Mas será que a 2K vai conseguir prolongar essa história?

- publicidade -
- publicidade -
-publicidade-

Notícias relacionadas

Loot boxes: 2K joga pesado na luta contra autoridades belgas
Marco Victor
Fundador do Jornada Geek, formado em Jornalismo pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (atualmente conhecido como UniAcademia), mas também um grande amante de filmes e antigo frequentador de locadoras. Outras paixões também existentes estão em Séries de TV, HQs, Games e Música. Considera Sons of Anarchy algo inesquecível ao lado de 24 Horas, Vikings e The Big Bang Theory. Espera ansioso por qualquer filme de herói, conseguindo viver em um mundo em que você possa amar Marvel e DC apesar de ter no Batman e As Tartarugas Ninja como os seus heróis favoritos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Siga Nossas Redes Sociais

541,052FansCurtir
31,529SeguidoresSeguir
22SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
20,443SeguidoresSeguir
57InscritosInscrever
publicidade: Loot boxes: 2K joga pesado na luta contra autoridades belgas

Últimas Postagens