publicidade:

Após muitos meses de um grande mistério e expectativas, a série de TV The Walking Dead finalmente estreou a sua 7ª temporada. E o programa retornou exatamente de onde era esperado pelo público, minutos após a primeira aparição de Negan com o seu grande discurso e os seus principais personagens ainda ajoelhados de frente com o vilão. E, como esperado, a introdução foi realmente de impacto e com atuações que deixaram a internet agitada por algumas horas de muitas repercussões. E claro, a partir de agora, o texto conterá spoilers.

The Walking Dead 7 not1Aproveitando-se da grande questão envolvendo a vítima, o episódio não começou revelando a sua idade. Na verdade, ele chegou mostrando mais um pouco de quem é o nome a ser temido pelo grupo liderado por Rick Grimes a partir de agora. Com um ar debochado, Negan chegou causando realmente um grande impacto e deixando muito claro: tudo e todos pertencem a ele. Para exemplificar muito bem tal colocação, logo tivemos uma “conversa” entre os dois personagens dentro do trailer, sendo iniciada com um Rick arrastado até o veículo. A partir de então, com muitas provocações, o vilão seguiu a sua apresentação de uma forma debochada, mas bem convincente após suas atitudes e ordens envolvendo um simples machado.

Logo após isso finalmente chegamos ao ponto de maior revelação: Negan não fez apenas uma vítima, mas duas. Como apontado por rumores e teorias, Abraham foi o primeiro nome a se despedir da trama. Morreu como herói, aguentando uma porrada de Lucille e ainda falando alguns desaforos ao novo vilão. Após isso, com o deboche ainda em alta através de uma atuação impecável de Jeffrey Dean Morgan, chegou a surpresa através de uma reação de Daryl. Mas o vilão da vez é cruel, ele não apenas mata, como também faz jogos psicológicos. O rebelde membro do grupo sobreviveu, mas Glenn teve a sua cabeça destruída pela vampiresca Lucille.

Talvez a morte do amado coreano seja realmente a apresentação definitiva de que as coisas estão mudando. A produção teve coragem não apenas de mostrar a sua cabeça já esmagada no chão, como aconteceu com Abraham, mas toda a cena fiel aos quadrinhos. O olho pra fora, suas falas de união, as piadas feitas pelo líder dos Salvadores. Tudo estava ali, criando um verdadeiro impacto.

Mas mesmo com todas essas cenas de impacto e a promessa de uma grande mudança ao longo dos próximos episódios, o que vale mesmo é destacar as atuações do elenco nesse retorno. Desde um transtornado Rick Grimes, interpretado por Andrew Lincoln, até um detentor do humor negro Negan, através de Jeffrey Dean Morgan, a 7ª temporada chegou mostrando o horror e o drama dos seus personagens. E nem mesmo assim isso acabou por aí, já que o episódio foi finalizado exatamente com a mudança de comportamento de Rick ao ser ameaçado de ter que tirar o braço do próprio filho. Chandler Riggs, por sua vez, fica a incógnita de ter realmente vestido a personalidade psicopata de Carl ou apenas não saber reagir ao momento.

Contudo, com todo o elenco se encaixando perfeitamente na situação, gosto de acreditar que o jovem estava apenas representando aquilo que é de mais assustador no seu personagem: ele não tem mais medo de sofrer. Por outro lado, o impacto causado em Maggie (Lauren Cohan) é claramente diferente e ela buscará vingança. Agora, entretanto, fica apenas a nossa espera pelo juntar dos cacos, a passagem pelo luto e o início de uma grande batalha que deve tomar conta de The Walking Dead com um grande impacto.

publicidade: