5 Curiosidades sobre A Maldição da Residência Hill | Geek List

Primeira temporada foi lançada em 12 de outubro de 2018.

publicidade:
The Haunting of Hill House
Divulgação

Trabalhando constantemente no desenvolvimento de seus projetos originais, a Netflix segue apresentando alguns lançamentos semanais. E desta vez, aproveitando o mês de outubro, uma nova série do gênero de suspense/terror sobrenatural chegou ao seu catálogo. 

Trata-se de A Maldição da Residência Hill, título que foi anunciado há alguns meses contando ainda com o envolvimento de empresas renomadas como a Paramount Television e a Amblin TV. Esta última, inclusive, pertencente ao renomado cineasta Steven Spielberg.

Contudo, o que mais chama atenção sobre este novo programa é exatamente a sua abordagem, que conseguiu relembrar vertentes antigas e dar um novo fôlego ao gênero de terror quando aproximou também de característica envolvendo crises familiares. Ainda assim, curiosidades sempre acabam surgindo, o que nos fez listar 5 delas que merecem sua atenção ao assistir esta nova série da Netflix.

A série é baseada em um livro: 

capa do livro A Assombração da Casa da Colina
Divulgação

Mesmo possuindo mudanças significativas em sua abordagem, o lançamento da gigante do streaming é na verdade baseado em um livro escrito por Shirley Jackson que foi publicado pela primeira vez em 1953 com o título de A Assombração da Casa da Colina. Contudo, a trama do original mostra uma expedição organizada por um doutor chamado Montague, que por sua vez tem o objetivo de comprovar a existência de eventos sobrenaturais em uma casa amaldiçoada que no passado foi construída por um milionário excêntrico chamado Hugh Crane.

Após muita insistência por parte de Montague, a atual dona da casa permite a expedição, desde que o futuro herdeiro (seu sobrinho Luke) faça parte dela. Após diversas pesquisas, ele escolhe quatro pessoas com prováveis envolvimentos em eventos paranormais. E, dentre elas, apenas duas realmente comparecem a Hill House. Uma delas é Eleanor Lance, uma personagem que  acaba se tornando um elo de ligação com os acontecimentos estranhos do local.

Já na série de TV, nós acompanhamos a família Crain. E por mais que mudanças na abordagem tenham sido feitas, nomes como Hugh, Luke e Eleanor marcam presença através de importantes personagens.

Narrativa inspirada em Lost:

Imagem da série A Maldição da Residência Hill
Divulgação

Em uma recente entrevista ao site da Variety, o criador da série, Mike Flanagan, confirmou que sua abordagem narrativa foi muito inspirada em Lost. E com isso, destacou principalmente que a ideia de ter um personagem centrado por episódio surgiu ao assistir a primeira temporada do programa criado por J.J. Abrams:

“Eu posso admitir sem vergonha que foi algo que eu aprendi assistindo a primeira temporada de Lost. Eu amei o jeito que a série me colocava na pele de um personagem específico por um episódio e então largava. Isso criou uma antecipação pra mim, porque eu disse, ‘Eu mal posso esperar para voltar a explorar esse personagem’. 

No caso de A Maldição da Residência Hill acontece algo parecido, com episódios focados diretamente na visão de cada membro da família Crain.

Fantasmas escondidos ao longo dos episódios:

Imagem da série A Maldição da Residência Hill
Divulgação

Durante a divulgação da série, Mike Flanagan também revelou que existem alguns fantasmas escondidos ao longo dos episódios. E se você prestar muita atenção, alguns deles são facilmente perceptíveis. Seja em uma cena específica na cozinha da noite do grande evento que ocorreu com a família, ou até mesmo no dia em que uma tempestade provoca certos estragos na Residência Hill.

O Pai das crianças é o ator Henry Thomas, o Elliot de E.T.: 

Imagem de Henry Thomas em A Maldição da Residência Hill e E.T.
Divulgação

Na parte narrativa da série em que seus personagens ainda são crianças, o intérprete de Hugh Crain é o ator Henry Thomas. Tendo passado anos longe das câmeras, o mesmo é muito conhecido por ter interpretado o jovem Elliot no filme E.T. O Extraterrestre. Vale destacar que trata-se de um personagem muito interessante dentro da trama envolvendo a Residência Hill, principalmente pelo fato de que ele parece saber muito mais do que mostra aos filhos.

O livro já teve outras duas adaptações:

Imagem do filme A Casa Amaldiçoada
Divulgação

O livro no qual a série é baseado, que leva o título de A Assombração da Casa da Colina no Brasil (The Haunting of Hill House em inglês), já foi adaptado anteriormente em duas oportunidades com o nome de A Casa Amaldiçoada. A primeira delas aconteceu em 1963, com a direção de Robert Wise. Já a segundo foi em 1999, comandada por Jan De Bont.

Sinopse:

A trama de A Maldição da Residência Hill acompanha a vida da família Crain em dois momentos distintos. Um deles durante a sua chegada e estadia no antigo casarão da família Hill, mostrando assim momentos de angústia até o dia de uma trágica e misteriosa perda. O outro é ambientado anos depois, mostrando o caminho que a vida dos cinco irmãos que estiveram presente na casa em questão seguiu. Contudo, o mais trágico é quando as assombrações do passado voltam a fazer parte das suas vidas mesmo longa daquele lugar.

Confira também: A Maldição da Residência Hill | Quando teremos uma 2ª temporada da série?

O elenco da série é formado por Michiel Huisman (Game of Thrones)Carla Gugino (Jogo Perigoso)Henry Thomas (Jogo Perigoso)Kate Siegel (Hush)Elizabeth Reaser (Ouija 2)Lulu Wilson (Ouija 2)Timothy Hutton (American Crime) e Annabeth Gish (Arquivo X).

Mike Flanagan assume a direção, roteirista e produção executiva do projeto. Além disso, Steven Spielberg será o produtor através da Amblin TV. Trevor Macy, Darryl Frank e Justin Falvey também assumem cargos como produtores executivos.

A Maldição da Residência Hill já está disponível na Netflix.

Não deixe de acompanhar todas as notícias diárias sobre filmes, séries e games do Jornada Geek no facebooktwitter e instagram.

Comentários:
publicidade: